Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

119039Do Que Você É Feito?

Expandir mensagens
  • frankvoador
    8 de ago 14h55min
      Diante do limiar entre a vida e a morte, na carne ou em espírito, mostramos o que há em nossa dispensa, como ensinava Cristo. Surge o melhor que nós temos e o pior; vestimos as capas dos heróis ou dos vilões; caem as máscaras do que desejamos aos outros, do que somos feitos.


      Nesse limiar da carne, onde se mantém estendido o espírito; homens voltam a ser meninos, meninos se tornam homens; meninas se mostram mulheres capazes de ancorar o silêncio da morte; mulheres se tornam serpentes com vis interesses diante da proximidade dos fins dos ciclos.


      Diante dessa barreira tênue que é batalha pelos fios da vida, que toda infantilidade dos devaneios emocionais se desfazem; as encrencas dos laços de relacionamentos temporários se revelam ser frágeis e o verdadeiro amor reina.


      Nesse momento, por fim, em que a vida e a morte estão juntas, que descobrimos do que somos feitos e que o que nos liga, verdadeiramente, é algo mais forte que o que nos liga no corpo. Amados, não se iludam com o que é temporário; macro é o amor que nutre a vida e que não se ausenta à sombra da morte, nem na ponte da dúvida, muitos menos nas incertezas dos sentimentos, ou na falta de eixo das emoções.


      Amem como amou Cristo, sem esperar o amanhã, como gostariam de ser amados. Se for amor de verdade, mesmo que não seja retribuído, bastará em si só, e superará todas as provas, resistirá as pedras dos insensatos, compreenderá a mágoa do egoísmo; se firmando além dessa linha que separa os encarnados, daqueles que estão em espírito. Amém ! Amém ! Amém !