Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

Re: [tudosobreplantas]O maracujá tem lindas flores e pode dar fr utas o ano inteiro; veja como cu ltivar

Expandir mensagens
  • Yara H
    Ah eu tenho muitas mamangavas aqui. Ontem sem querer meu filho desmanchou o ninho de uma que estava num tronco podre. Saiu muitas mamangavas e uma mamangava
    Mensagem 1 de 1 , 10 de mar de 2012
    Exibir fonte
    • 0 Anexo
      
       
      Ah eu tenho muitas mamangavas aqui. Ontem sem querer meu filho desmanchou o ninho de uma que estava num tronco podre.
      Saiu muitas mamangavas e uma mamangava amarela muito grande, devolvemos o tronco no lugar, agora elas estão rondando bravas, hj já é o segundo dia e elas continuam bravas, não sei o que fazer. Mamangavas gostam tambem da flor de louro.
      ----- Original Message -----
      Sent: Saturday, March 10, 2012 11:49 AM
      Subject: Re: [tudosobreplantas]O maracujá tem lindas flores e pode dar frutas o ano inteiro; veja como cultivar

       

      Valeu, Brenner.

      Faltou só uma personagem importate e às vezes, mal compreendida: a mamangava (ou mamangaba, mangangá, etc.). São abelhonas solitárias, principalmente do gênero Xylocopa, mas há várias outras que polinizam maracujá. Vale demais a pena uma visita a este site: Polinização e Polinizadores do Maracujá - http://zoo.bio.ufpr.br/polinizadores/index.htm 

      E para não ficar nisso, senta que lá vem a história. Tenho um pé de maracujá bem aqui, na janela do escritório doméstico, nascido ao acaso na composteira. Está lindão, produz bem, a gente agradece e aproveita. E é claro, isso não aconteceria sem elas, as mamangavas, que logo começaram a aparecer.

      As duas filhas mais novas morriam de medo e eu expliquei: ela não pica quem não mexe com ela e principalmente, com a sua casa.  A contrário da abelha comum Apis Melifera, ela não morre depois de picar, porque o ferrão não fica na gente.  Tomei uma ou duas quando fazia uma trilha em Ilhabela; alguém deve ter chutado ou pisado o ninho, que às vezes fica no chão. Gostam muito de tocos podres para isso.

      Na hora doeu muito, mesmo; depois de uns cinco minutos, mal sabia apontar onde foi, nem ficou marca. Bom, essa explicação não tranquilizou muito as meninas. E não é que uma cismou de fazer ninho na estante do escritório, entre a minha papelada? E é claro, entrava e saía o dia inteiro. O computador ficou só para mim, que as meninas nem entravam mais aqui.

      Durou mais ou menos um mês; ela teve sua cria e sumiu, sem picar ninguém. Era essa a história e a moral é a seguinte: proteja e agradeça à mamangava, porque senão... para ter maracujá, vai ter de polinizar as flores na base do pincelzinho. Até é legal uma vez ou outra, mas como rotina, não tem a menor graça.

      Bons sucos, mousses  e um abraço do
      Arnaldo

      On Sex 09/03/12 17:08 , Brenner Macione brennermacione@... sent:

       

      • Planta tropical, nativa do Brasil, o maracujá é uma trepadeira de crescimento vigoroso. Para se desenvolver bem, precisa de um solo arenoso e bem drenado, e de pelo menos 11 horas de sol por dia
        Planta tropical, nativa do Brasil, o maracujá é uma trepadeira de crescimento vigoroso. Para se desenvolver bem, precisa de um solo arenoso e bem drenado, e de pelo menos 11 horas de sol por dia.
      Maracujá acalma mesmo, não é lenda. Mas você precisaria comer muito maracujá para sentir esse efeito; beber um suco de vez em quando não resolve. Então, que tal plantar maracujá em casa? A planta é nativa da porção sul das Américas, e o Brasil é o maior produtor e consumidor mundial do seu fruto. De acordo com o pesquisador da Embrapa Cerrados, especialista na cultura do maracujazeiro, Fabio Gelape Faleiro, o cultivo tem grande importância social na geração de emprego e renda no país, sendo excelente opção principalmente para o micro, pequeno e médio produtor.
      • Embrapa Cerrados / Divulgação
        Se plantada na terra, a muda precisa de estruturas de apoio para seu desenvolvimento: mourões com arame, pérgulas, cercas, muros e até árvores
      A planta do maracujá, de nome científico passiflora edulis também é uma ótima opção para a agricultura urbana, aquela feita nos fundos do quintal ou mesmo em vasos, que devem ter capacidade maior que 45 l. Se plantada na terra do quintal, a muda deve receber estruturas de apoio para seu desenvolvimento (mourões com arame, pérgulas, cercas, muros ou até mesmo árvores), já que o maracujazeiro é uma planta trepadeira, herbácea e semi perene, ou seja, dura de um a seis anos. Para o paisagista João Adão, do escritório Planos e Plantas, por ser uma trepadeira e ter flores grandes e muito vistosas ela é uma excelente opção para revestir pérgulas, muros e cercas.
      Existem vários tipos de maracujá, entre esses o azedo, o doce, o ornamental e o medicinal. Para garantir a qualidade, é importante que sementes ou mudas sejam adquiridas de viveiros registrados e certificados. Faleiro recomenda o plantio de duas mudas obtidas por sementes diferentes para que ocorra a fecundação das flores e a formação dos frutos.

      Aprenda a cuidar do seu pé de maracujá

      • Getty
      O plantio do maracujá pode ser feito em qualquer época do ano desde que haja irrigação ou chuvas bem distribuídas. Chuvas fortes ou prolongadas prejudicam os frutos e aumentam a incidência de pragas e doenças. Dessa maneira, quando criado em vaso não exposto às chuvas, as regas devem ser constantes, com o cuidado de não encharcar a terra.
      O maracujá é uma fruta tipicamente tropical, por isso, as temperaturas ideais para cultivo são entre de 23º C e 25° C. Ela tambémnecessita de pelo menos 11 horas de luz por dia para estimular seu florescimento que, dependendo da região, pode acontecer o ano todo. Se sujeita a temperaturas abaixo de 15° C por mais de cinco horas consecutivas, a planta perde seus botões florais e frutos jovens. Em consequência, a taxa de sobrevivência de frutos e seu tamanho cai. Os solos mais indicados são os areno-argilosos, ou levemente argilosos, profundos e bem drenados. Solos sujeitos a encharcamento durante o período de chuvas devem ser evitados, pois favorecem a ocorrência de doenças nas raízes.
      Por ser uma frutífera, cuidados especiais são necessários com as adubações de plantio e de cobertura, mas, de modo geral, o maracujazeiro responde muito bem a adubações com matéria orgânica (esterco de gado ou de galinha). “A adubação deve ser feita de acordo com a análise do solo, porém, recomenda-se utilizar esterco bem curtido de curral, superfosfato simples e cloreto de potássio”, explica o paisagista João Jadão.
      Nos jardins ele pode crescer livremente, sem podas, mas no cultivo comercial são recomendadas podas de formação e condução, que têm por finalidade dar a forma adequada à planta, de acordo com o sistema de sustentação adotado. 
      • Getty
      De acordo com o pesquisador Fábio Gelape Faleiro, da Embrapa Cerrados, a principal praga do maracujazeiro são as abelhas. Elas vão atrás da flor do maracujá, muito bonitas e vistosa, retira todo o seu pólen e repele insetos polinizadores de grande importância. A única medida de controle, quando o cultivo é grande, é retirar o pólen alguns minutos antes da abertura da flor e fazer uma polinização manual, no período vespertino, das 14h30 às 16h30.
      Além das abelhas, o maracujá também é atacado por formigas, cupins, lagartas e larvas, e por várias espécies de ácaros.  O ácaro branco é o mais danoso porque provoca deformações nas folhas mais novas, causando queda e morte das pontas dos ramos. Essa praga aparece na maioria dos pomares e o controle deve ser preventivo. “Aplicações de enxofre a cada 15 dias durante o período da seca têm oferecido resultados satisfatórios”, diz Faleiro.
      Bactérias, vírus e fungos também podem causar diversas doenças como a antracnose,causada por um fungo,que acomete principalmente ramos, folhas e frutos. Nos ramos essa doença faz a planta secar e morrer; causa pequenos pontos marrons nas folhas, e nos frutos provoca manchas superficiais de coloração marrom, o que prejudica a qualidade para o mercado “in natura”.
       


      Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
      Atualizado em 05/09/2011


    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.