Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

4298MENSAGEM DE SUA MAJESTADE PELOS 15 ANOS DE FUNDAÇÃ O DO REINO DA ITÁLIA

Expandir mensagens
  • SMR Francesco III Pellegrini
    17 de nov de 2017

      Regno d'Italia
      Provincia di Roma
      Città di Roma
      Potere Esecutivo
      Gabinetto Reale

      Roma, 17 de Novembro de 2017.

      Meus leais súditos e súditas,
      Autoridades micronacionais lusófonas,
      Micronacionalistas da lusofonia:

           Num dia como hoje, 11 de Novembro, porém há longos e plenos 15 anos atrás, a Dinastia Peregrina fundava o Reino Unido da Sicília, dando início à saga micronacional italiana. Muitos micronacionalistas neste hobbie entraram com idades iguais ou menores do que o tempo de existência desta gloriosa nação.

           Não somos uma unanimidade no que diz respeito a todos reconhecerem nosso trabalho ou considerarem ele um verdadeiro patrimônio micronacional lusófono. Porém esta não é uma preocupação no dia à dia dos italianos que, cientes do projeto único de que participam, seguem orgulhosos sabendo que integram um verdadeiro e original modo de vida.

           Em 15 anos, vimos grandes nações surgirem e desaparecerem, vimos projetos absolutamente efêmeros e ao mesmo tempo nos irmanamos a grande nações que seguem conosco, lado à lado, na promoção da prática micronacional lusófona. Nesses 15 anos promovemos um modo próprio de micronacionalismo baseado em forum, com um portal integrado e transferimos integralmente às nações interessadas, todo o nosso know-how. Nos orgulhamos de que, para a Itália micronacional, cooperação e integração nunca foram discurso, sempre foram realidade, prática e inequívoca.

           Ao longo de nossa história, muitos foram os desafios que enfrentamos e tantos serão os que ainda enfrentaremos pois, jamais duvidem, a Itália nunca foi um projeto de ocasião e jamais se pretendeu meramente efêmera. Nosso modelo é perene, é sólido, tem um corpo de cidadãos verdadeiramente leal e, aliás, nos orgulhamos em ter colaborado na formação de outros grandes micronacionalistas.

           Assim, saúdo a cada um de meus leais súditos que ao longo desses anos seguem firmes e altivos no exercício da prática micronacional. Da mesma forma, envio minha saudação a todos aqueles que iniciaram suas vidas micronacionais na Itália ou que por ela passaram. Saibam, esta nação segue como sempre seguiu: ciente de sua grandeza, consciente de sua posição como autêntica potência micronacional lusófona, mas acima de tudo, ciente de si de sua responsabilidade para com a promoção do verdadeiro bom micronacionalismo.

      LONGA VIDA AO MICRONACIONALISMO!
      LONGA VIDA AOS ITALIANOS!
      LONGA VIDA AO REINO DA ITÁLIA!


      S.M.R il Re Francesco III Pellegrini d'Italia
      Re Costituzionale e Difensore Perpetuo d'Itália
      Protettore della Serenissima Repubblica di San Marino
      Duca di Bologna, Catania, Palermo, Torino, Napoli, Firenze,
      Reggio Calabria, Taranto, Perugia, Benevento, Aquila e Cagliari.
      Duca di Smirna, nel Sacro Regno di Pathros
      Duca di Cimiez, nel Regno di Francia
      Markgraf von Greifenberg, nell´Impero Tedesco
      Marchese di Austurland, nell´Islanda
      Gran Maestro dell'Ordine di Palermo
      Gran Maestro dell´Ordine di Garibaldi
                                     Commendatore dell'Ordine della Perla Nera, Pathros
                                     Cavaliere Gran Collana dell'Ordine dela Croce di Ferro
      , Germania
                                     Cavaliere Gran Croce dell´Ordine della Santa e Benedetta Croce, nella Pampa

                                     Cavaliere dell´Ordine di Le Port, Riunione
                                     Cavaliere Maximae Virtus dell´Ordine Massima di Borbone, Riunione
                                     Cavaliere del Sovrano Militare Ordine di Giovanna d'Arco, in Francia

                                     Patriarca dalla Famiglia Pellegrini
                                     "Pax, Vita Et Honos"





      --
      "Virtù contro al furore
      Prenderà l'arme, e fia il combatter corto;
      Ché l'antico valore
      Nell'italici cor non è ancor morto." (Petrarca)