Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

299minerais

Expandir mensagens
  • Luiz Meira
    16 de ago de 2001
      HepC Gia - Hepatite C Grupo de Informação de Apoio
      Nosso Site : http://br.geocities.com/hepatite_c/
      Nosso Email : HepC_gia@...
      ----------------------------------------------------------------------------
      ----

      http://www.uol.com.br/folha/equilibrio/equi20000802_miner01.shtml


      Exame pode detectar excesso ou falta de minerais no organismo

      ADRIANA RESENDE
      da Folha Online

      Todo mundo sabe que precisamos de diversos tipos de substâncias em nosso
      organismo: vitaminas, proteínas e minerais. Você já deve ter ouvido falar
      que exames no sangue, na urina e no fio de cabelo
      podem controlar os níveis desses minerais no organismo. Doses excessivas de
      minerais tóxicos, como o chumbo e o mercúrio, ou baixas quantidades de
      minerais nutrientes, como o boro ou o ferro, podem afetar o cérebro e o
      metabolismo.
      O mineralograma já é feito desde a década de 80. No início, as doses de
      minerais no corpo eram analisadas separadamente, mineral por mineral, ou
      agrupando alguns. Mas aparelhos utilizados nos EUA desde 96 e que chegaram
      ao mercado brasileiro em julho deste ano podem revolucionar a realização
      desse exame, se for comprovada a sua eficácia.

      As pesquisas no Brasil duraram cerca de dois anos e foram coordenadas pelo
      professor Joaquim Nóbrega, da Ufscar (Universidade Federal de São Carlos),
      pelo laboratório de química inorgânica BioMinerais, de Campinas (SP), e pelo
      bioquímico Henry Okigami, de Goiânia.

      A análise conjunta tem por objetivo baratear o custo do exame, já que o
      tempo que se levaria para dosar um elemento é hoje gasto com 20 amostras.
      Mas ainda assim o custo é elevado. A BioMinerais, laboratório que utiliza o
      ICP no Brasil desde junho deste ano, cobra R$ 80 e não faz convênios, já que
      visa como clientes os próprios laboratórios, hospitais e médicos, não o
      próprio paciente. A entrega dos resultados demora cerca de duas semanas.

      Sangue, cabelo ou urina?

      O mineralograma é feito no Brasil principalmente a partir de fios de cabelo.
      Mas no exterior análise do sangue e da urina também é muito utilizada. Há
      diferenças entre esses três tipos de exame. A oservação do fio de cabelo
      mostra a quantidade de minerais presentes por um período pequeno, menor que
      uma semana. O sangue permite o diagnóstico do estado do paciente por até 60
      dias. O diagnóstico por meio da urina serve para verificar, durante o
      tratamento, se as substâncias tóxicas em excesso estão sendo liberadas do
      organismo, e, consequentemente, se o tratamento está dando resultado.


      Para quem esse exame serve?

      Os médicos que utilizam a terapia ortomolecular são os que mais indicam esse
      exame. Mas ele é utilizado também no acompanhamento de pacientes com
      problemas cardíacos e no controle dos níveis de metais tóxicos em
      trabalhadores da indústria química ou de metalúrgicos.

      "Usamos a coleta de sangue e de urina para controle da saúde dos
      trabalhadores expostos a metais tóxicos ou produtos químicos, como
      solventes. Mas não usamos o exame do fio de cabelo", diz o presidente da
      Associação Nacional de Medicina do Trabalho, Casimiro Pereira Júnior. Ele
      explica que, em medicina do trabalho, a taxa de metais tóxicos e de produtos
      químicos presentes no ar é verificada com frequência. Se estiver acima de
      50%, é considerada excessiva, e os trabalhadores também passam por exames
      preventivos e podem até ser impedidos de continuar trabalhando, para não
      provocar danos à saúde.

      Mas há quem prefira não pedir apenas o mineralograma como diagnóstico. "É um
      erro usar esse exame como único método diagnóstico. Não posso, por exemplo,
      deixar de tratar com insulina pacientes que têm diabetes e me basear apenas
      na taxa de minerais no corpo. Em pessoas com câncer, a administração de
      doses corretas de minerais pode diminuir os efeitos colaterais, mas não
      posso interromper o uso dos remédios. Esse exame é mais uma arma
      terapêutica, não pode ser a única", diz o endocrinologista Antônio Carlos
      Minuzzi.

      A Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia também não recomenda a
      utilização desse exame. "Nas alergias de pele graves, pode haver um envolvim
      ento do zinco. As alergias de contato mais frequentes são provocadas por
      sulfato de níquel, que pode ser transmitido através do botão da calça jeans,
      por exemplo. Mas nós não aconselhamos a utilização desse exame como
      diagnóstico em nenhum tratamento de alergia", afirma Ana Paula Moschione
      Castro, diretora da regional paulista da Sociedade Brasileira de Alergia e
      Imunologia.

      Fontes utilizadas nesta reportagem: entrevista com Rosângela Costa
      Massarotto Carcamano, diretora do laboratório BioMinerais, de Campinas,
      (tel.: 0/xx/19/213-3668), entrevista com o bioquímico Henry Okigami (tel.:
      0/xx/62/229-0565), entrevista com a diretora da Sociedade Brasileira de
      Alergia e Imunologia, Ana Paula Moschione Castro, entrevista com o
      presidente da Associação Nacional de Medicina do Trabalho, Casimiro Pereira
      Jr., entrevista com o endocrinologista Antônio Carlos Minuzzi (tel.:
      0/xx/51/249-2002 ou 249-8843), entrevista com o médico ortomolecular e
      homeopata Fernando Requena (tel.: 0/xx/11/5051-1090)


      Passo a passo

      da Folha Online

      Cada forma do exame tem um procedimento específico. Anteriormente, as
      dosagens eram determinadas por meio do Forno de Grafite Acoplado à
      Espectrofotômetro de Absorção Atômica (Graphite Furnance Atomic Absorption
      Spectrometer). O novo aparelho, chamado de Espectrômetro de Emissão por
      Plasma e conhecido pela sigla ICP (em inglês, Inductivily Coupled Plasma),
      consegue dosar, num intervalo de 35 a 40 segundos, até 64 tipos diferentes
      de minerais.

      Veja abaixo como é o processo no cabelo, no sangue e na urina.

      CABELO
      O paciente deve lavar os cabelos com xampu neutro durante pelo menos uma
      semana antes da coleta, e não usar condicionadores e deve relatar ao médico
      qual o produto usado anteriormente. Não é recomendável usar produtos
      químicos, como alisantes ou tinturas durante esse período.

      É cortada uma mecha de dois a três centímetros. Pelos padrões
      internacionais, essa mecha deve pesar cerca de 1g e será dividida em duas
      partes, para que a segunda parte possa ser usada como contraprova, em caso
      de dúvida.

      A amostra deve ser enviada o mais rápido possível, para evitar o
      armazenamento em
      locais quentes e secos. A desidratação dos fios pode alterar o peso, e o
      resultado é determinado a partir do peso correto da amostra. A amostra deve
      estar lacrada.

      SANGUE E DERIVADOS
      Coletar 6 ml de sangue do paciente em jejum por um período de oito a 12
      horas, em seringa
      comum de coleta.
      Se for necessário e possível, o plasma ou soro podem ser enviados para
      análise após separação. São utilizados pelo menos 4ml de soro ou plasma.

      URINA
      O paciente deve coletar , urina de 24h, em frascos especiais ou frascos de
      água mineral, lavados com água destilada.



      Curiosidades sobre minerais*


      Que tipos de cogumelo que contém lítio?

      Tenho 15 anos, e preciso saber se a minha queda de cabelo é pela falta de
      lítio. Pois sou estressado por causa dos estudos, e também não me alimento
      direito. Quero saber quais os tipos de cogumelo que contém lítio.
      Leitor: Wellington

      Para saber se você necessita de lítio , você pode fazer um simples exame de
      dosagem de lítio no sangue , ou então fazer um mineralograma do fio do
      cabelo ou do sangue
      Os cogumelos comestíveis que mais têm lítio são os: SHITAQUE .

      Quais os minerais e nutrientes essenciais na manutenção do bom-humor

      Gostaria de esclarecimentos sobre quais os minerais e nutrientes essenciais,
      que devem ser ingeridos para que um ser humano, nao sofra de depressão,
      angústia, ansiedade e que ajude na manutenção do bom humor? Gostaria,
      também, de saber se é interessante fazer algum exame que detecte falta de
      algum mineral. Grato pela atenção.
      Leitor: Jaime

      Os minerais a serem complementados no nosso organismo são todos aqueles
      considerados nutrientes, excluindo-se os metais pesados (tóxicos).

      Como suplemento de minerais especifícos para um quadro mental e depressivo,
      há, por exemplo, o magnésio, considerado o mineral do bom-humor, e o
      manganês, ligado a atos de violência.

      Uma pesquisa com detentos de alta periculosidade num presídio americano
      demonstrou uma alteração nos níveis de manganês no sangue e no cabelo dessas
      pessoas. O fato é que, se déssemos mais manganês para os meninos da Febem ou
      mesmo para presos das cadeias publicas, por exemplo, poderíamos esperar um
      comportamento ainda pior no que tange à violência urbana.

      O fósforo é um mineral reconhecidamente ativo no cérebro. Daí a famosa
      expressão "Sua memória está ruim, você precisa de fósforo". O mesmo acontece
      com o zinco, que também age na memória.

      Já que estamos ilustrando com histórias, vamos a outra. Trata-se também de
      uma pesquisa americana, com crianças repetentes de escolas públicas.
      Verificou-se que elas apresentavam níveis baixos de zinco. Feita uma
      reposição nutricional através de suplementos, essas crianças voltaram a ter
      um desempenho semelhantes ao das não-repetentes.
      O que se constatou é que a memória fotográfica e visual melhora muito quando
      o zinco está em equilíbrio no organismo.

      O lítio é um outro mineral essencial à saúde humana. É importantíssimo no
      equilíbrio emocional e age em casos como os de ansiedade e depressão, ou
      mesmo nas oscilações entre esses dois extremos.

      Através de exames mineralógicos em brasileiros, pode-se afirmar que o solo
      do país é pobre desse mineral. As verduras, legumes e frutas, portanto, têm
      pouco do elemento em suas estruturas. Para suprir essa carência e corrigir
      as distorções emocionais, já existem no mercado farmacêutico vários
      medicamentos à base de lítio.

      Efeitos do mercúrio vão de hiperatividade à perda de apetite

      Gostaria de saber mais a respeito do ciclo do mercúrio na cadeia alimentar e
      seus possíveis prejuízos a saúde humana.
      Leitora: lourdes

      O mercúrio é um elemento tóxico para os seres humanos e animais. A sua
      detecção pode ser feita através de um mineralograma do cabelo ou do sangue.
      O mineral tóxico mercúrio pode causar uma hiperatividade em humanos,
      principalmente nas crianças chamada hiperativas, ele também vai levar a uma
      desordem neuromuscular como contrações, dores, tremores, cãibras, diminuição
      de força.
      Ele também pode levar a uma perda de apetite.
      Quando o mercúrio está acima dos níveis de tolerabilidade, vai expulsar o
      mineral selênio, que é de fundamental importância ao organismo humano, como,
      por exemplo, na atividade cardíaca, como um excelente antioxidante. O
      selênio é um carreador de células neoclássicas para fora do corpo etc.
      O mercúrio é utilizado nas ligas de amálgama das restaurações dentárias e
      pode contaminar quando é colocado nos reparos, como também pode ser
      absorvido na boca durante a retirada, que deve ser cautelosa. Mas o nível
      alto de mercúrio leva a dores de cabeça e irritabilidade cerebral.
      Alguns alimentos marinhos podem estar contaminados com mercúrio. Medicações
      para hemorróidas contêm mercúrio, como é o caso de mercúrio-cromo, também em
      agentes clareadores de pele. Em particular atenção àqueles peixes que são
      pegos na região de garimpo, pois o mercúrio. Isso porque o mineral é
      utilizado na separação do ouro e depois desprezado para dentro do rio, e o
      peixe, quando vê algo brilhando, come, vai impregnar suas carnes, e a carne
      do peixe vai contaminar quem comê-la.
      Acredito ter-lhe dado mais informações sobre o metal tóxico mercúrio.

      ...estou à procura de alimentos que contenham lítio, para que eu possa
      usá-los como um preventivo...

      Ando procurando desesperadamente, em quais alimentos
      (Verduras/legumes/carnes/stc), exista o metal lítio. Tomo um medicamento à
      base de Carboidratos+Lítio, e sei que o lítio é que me auxilia realmente no
      tratamento contra a depressão. Já fiz uma tentativa de parar de tomar o
      remédio, mas não durou muito, em pouco tempo estava instável e precisei
      retornar ao lítio. Baseado nisso, estou à procura de alimentos que contenham
      esse metal, para que eu possa usá-los como um preventivo tambem. (Na
      reportagem, verifiquei que Gengibre e Nozes, possuem lítio. Existe algum
      alimentos mais específico ainda? Muito obrigado...Abraços... Agradeço desde
      já a atenção...
      Leitor:Daniel

      Olá, Daniel. Em resposta à sua pergunta, gostaria de indicar um aminoácido
      muito comum, que faz com que o mineral lítio tenha uma assimilação pela
      membrana celular duplicada, quando tomado junto (lítio e glicina). A glicina
      é um facilitador na entrada do lítio na célula. Em trabalhos feitos nos EUA,
      foi administrado 1 g desse aminoácido. Eu acredito que isso responde à sua
      pergunta, pois mais natural que isso não existe, a não ser os alimentos que
      citei no artigo.


      Tenho queda de cabelos, herpes, problemas de memória sérios...

      Há muitos anos eu sofro de depressão, o que piora muito na menstruação, além
      de sofrer uma sensasão de anemia quando fico menstruada. Faço exames
      hormonais que sempre se apresentam normais. Como a depressão é muito forte e
      constante...posso dizer que é diária e que apenas se agrava no período
      menstrual, fico sempre imaginando se não é o excesso ou a falta de algum
      componente químico no meu organismo.
      Tenho queda de cabelos, herpes, problemas de memória sérios que chegam a
      interfeir na minha vida profissional e pessoal (meu marido diz que eu tenho
      "gagueira mental", pois esqueço palavras simples como ônibus, cadeira etc, e
      acontecimentos do meu dia a dia; com relação a minha profissão, aprendo,
      entendo, absorvo e de repente me dá brancos...é horrível, principalmente
      porque uma das minhas funções é dar treinamento, e as palavras me fogem);
      Gostaria de saber se esses fatos podem ser proveniente de excesso ou falto
      de alguma substância no organismo e, aqui no Rio de Janeiro, onde posso
      procurar ajuda.
      Leitora: Adriana

      Cara amiga Adriana , você conseguiu agregar dois problemas crônicos para as
      mulheres e que ocorrem muito frequentemente em conjunto. O quadro de estar
      se sentindo como uma anêmica ocorre porque todas as suas forças são
      eliminadas pela menstruação, pois saem pelos coágulos os nutrientes, como os
      minerais, vitaminas e proteínas. E a anemia e não é tão incomum. Como você
      mesmo se refere, queda de cabelo e memória fraca são sintomas de carência de
      vitaminas e minerais: sugiro tentar repor as suas deficiências, ver se o seu
      problema não é um hipotireoidismo subclínico.
      Existem também casos de intoxicaçoes por metais pesados, como o mercurio e
      chumbo que poderiam refletir um quadro como esse.
      E no Rio de Janeiro tem uma médica que eu acredito que possa lhe ajudar. O
      nome dela é Fatima Christina Cardoso, o consultório dela fica na av. das
      Américas, nº 1.917, sala 224. O tel. é 0/xx/21/431-1124.


      Quais os alimentos que possuem lítio?

      Gostaria de saber quais os alimentos que possuem lítio? Sofro de mau humor
      matinal crônico, quais alimentos posso comer que melhore o humor? Obrigada!
      Leitora: Margarete de Souza Duarte

      Margarete, obrigado por ter lido e respondido à materia sobre o lítio. Como
      você bem assimilou, o teor carencial do lítio leva a quadros de mau humor
      oscilatório, ora efusivo, entusiasta e cheio de idéias, ora mau humor com
      quadros depressivos e um baixo-astral. Sabemos que quando ingerimos o lítio
      com o aminoácido glicina, ocorre uma aceleração de assimilação na membrana
      celular. Mas eu indico para você comer bastantes sementes e grãos integrais:
      o gengibre também possui um alto teor de lítio.



      Curiosidades dos minerais*

      da Folha Online


      CHUMBO*

      Chumbo em excesso acarreta loucura*

      Tem níveis que são detectáveis em partes por milhão. O tolerável no caso do
      chumbo é dois partes por milhão. A partir disso, começam a ocorrer
      intoxicações, consequências neurológicas, manifestações de conduta e de
      comportamento

      * Só dá para detectar desnível nas taxas de minerais fazendo exame. Mas se
      existir excesso de chumbo, a língua fica azulada na lateral e o lábio, por
      dentro, também

      * Grandes bebedores de vinho tem um nível alto de chumbo. Existe chumbo em
      cima da rolha, como proteção, e, muitas vezes, é mal retirado

      * Antigamente as massinhas de modelar que eram brinquedos das crianças eram
      feitas de chumbo. Hoje é proibido

      * Até pouco tempo atrás, as embalagens das pastas de dentes eram de chumbo.
      Agora não são mais

      * Todo escurecedor de cabelo leva chumbo. É proibido, só que as indústrias
      escamoteiam, e a fórmula não inclui esse dado

      * Antes tínhamos o chumbo tetraetílico na gasolina. Foi proibido no Brasil,
      mas em outros lugares do mundo ainda é utilizado. Fica no ar e respiramos

      * Alguns dos enlatados utilizam o chumbo na borda que fecha a latinha. Na
      latinha de cerveja essa borda é de alumínio

      LÍTIO

      * A deficiência do lítio provoca alterações de comportamento, o que pode
      levar à ansiedade e à depressão

      * O lítio é endêmico no Brasil, porque não tem no nosso solo. Por isso,
      talvez nosso povo não seja guerreiro

      * Os alcoólatras são propensos à depressão por conta da falta de lítio.
      Conforme eles bebem, gastam o lítio, como uma esponja

      * O gengibre, alguns cogumelos e nozes contêm lítio

      * A falta de lítio provoca queda de cabelo

      *Dor de cabeça, herpes e seborréia dermatológica também são causados pela
      deficiência do lítio





      Fonte: médico Fernando Requena, homeopata e ortomolecular



      [As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]


      Community email addresses:
      Post message: ALT_HEP_C@onelist.com
      Subscribe: ALT_HEP_C-subscribe@onelist.com
      Unsubscribe: ALT_HEP_C-unsubscribe@onelist.com
      List owner: ALT_HEP_C-owner@onelist.com

      Shortcut URL to this page:
      http://www.onelist.com/community/ALT_HEP_C

      Seu uso do Yahoo! Groups é sujeito às regras descritas em:
      http://docs.yahoo.com/info/terms/



      _________________________________________________________
      Do You Yahoo!?
      Get your free @... address at http://mail.yahoo.com