Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

102roma~

Expandir mensagens
  • Luiz Meira
    17 de jun de 2000
    Exibir fonte
    • 0 Anexo
      Olá José Olivas,

      Que prazer +receber sua mensagem, espero que você venha a apreciar a romão tanto
      quanto eu, e que suas pacientes também.


      Jose Olivas wrote:
      >
      > Gostaria de usar infusões de romã ,para tratar infecções vaginais ,
      > tais como tricomoniáses , vaginoses bacterianas e candidiáses , já que
      > você afirma ,de maneira categórica , ser mais eficaz que os produtos
      > disponíveis como fungicidas , quimioterápicos e antibióticos.

      Realmente, é fascinante!

      > 1) Como fazer a infusão ( com a fruta? com as sementes ? ou com as
      > folhas?) A casca seca da fruta é vendida em farmácias homeopáticas, e pode ser usada tal
      como as folhas. As sementes nunca tentei. Algumas amigas tentaram usar as sementes como
      óvulos, mas não tenho uma amostragem significativa para poder recomendar.

      > 2) Em que concentração eu devo orientar a paciente ? Preparar o chá na forma de cocção, com 5 minutos de fervura. Como ela é muito
      forte, a quantidade de produtos não tem significado absoluto. Costumo indicar um
      "punhado" (equivalente a uns 3 pedaços de casca ou a umas 15 folhas, fervidos em 300 ml
      de água.
      Usualmente coloco estes aspectos de forma vaga, dexando ao critério da paciente
      a concentração final, mas se a pessoa se sentir mais segura com dosagens especificadas,
      assim faço.

      > 3) Fazer ducha vaginal , ou apenas banho de assento como você refere
      > em sua mensagem ? Não é preciso a ducha, simplismente colocar em uma bacia com água de forma que
      submerja a vagina quando sentada.

      > 4) Quantas sessões seriam necessárias? Depende do agente etiológico? Três sessões costumam resolver 80% das situações.
      Fungos costumam ser mais resistentes, chegando a necessitar 5 sessões.


      > Me desculpe se pergunto o óbvio , porém não encontrei essas
      > respostas no seu texto , porém fico animado diante de uma alternativa
      > mais eficaz e barata e resolvi lhe escrever. Agradeço a informação, pois como o site consta atualmente com aproximadamente
      500 arquivos, acabo não tendo claro o que falta completar prioritariamente.


      vou deixar esta mensagem em minha lista de discussão de Clínica Doméstica para
      ir suprindo por enquanto esta informação, assim relembro mais dois aspectos
      significativos:

      Reavaliar após 2 meses a integridade do epitélio do colo caso este se apresente
      com ectrópio durante a vaginite.

      Como é uma inflamação no ponto de contato com o companheiro, subentendemos que a
      relação com a imagem masculinha está "inflamada". Assim uma harmonização conjugal
      certamente diminuirá as reincidivas.


      Grande Abraço

      <>< <>< <>< <>< <>< <><
      Luiz Roberto Salvatori Meira
      Equilibrio Alimentar
      http://luizmeira.cjb.net
      ><> ><> ><> ><> ><> ><>



      __________________________________________________
      Do You Yahoo!?
      Talk to your friends online with Yahoo! Messenger.
      http://im.yahoo.com