Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Nobel 2010 para Vargas Llosa: ganham os dois, ele e o Prêmio

Expandir mensagens
  • urs.bira
    Nobel para Vargas Llosa: ganham os dois, ele e o Prêmio O escritor peruano Mario Vargas Llosa, anunciado agora há pouco pela Academia Sueca como vencedor do
    Mensagem 1 de 1 , 10 de out de 2010
      Nobel para Vargas Llosa: ganham os dois, ele e o Prêmio

      O escritor peruano Mario Vargas Llosa, anunciado agora há pouco pela Academia Sueca como vencedor do prêmio Nobel de Literatura de 2010, é um dos nomes mais incontestáveis a receber a honraria em muitos anos. Um dos mais destacados representantes da geração do chamado "boom latino-americano" dos anos 1960-70, Vargas Llosa, 74 anos, nascido em Arequipa, mora hoje em Nova York e leciona na Universidade de Princeton, em Nova Jersey. É autor de diversos romances que combinam sucesso de público com o respeito da crítica, como "A cidade e os cachorros", "Conversa na catedral", "A guerra do fim do mundo" (sobre Canudos), "Tia Julia e o escrevinhador", "Pantaleão e as visitadoras" e "Travessuras da menina má". Seu próximo romance, "O sonho do celta", será lançado em breve. A obra de Vargas Llosa vem sendo relançada no Brasil pela Alfaguara e uma coletânea de artigos e ensaios, "Sabres e utopias", acaba de sair por aqui aqui pela editora Objetiva, do mesmo grupo.

      Nos ensaios literários deste livro, Vargas Llosa enfoca nomes como Jorge Luis Borges, Cabrera Infante e Jorge Amado, classificado por ele como o único escritor a merecer ir para o céu. Sua militância latino-americanista fica evidente, mas a literatura ocupa espaço subalterno no volume diante da atenção dispensada às memórias e reflexões sobre sua visão de mundo e carreira política: entusiasta de primeira hora da Revolução Cubana, Vargas Llosa caminhou nos anos 1980 para o liberalismo – o que contribuiu para indispô-lo de forma definitiva com um grande amigo de juventude e também escritor premiado com o Nobel, o colombiano Gabriel García Márquez. Em 1990, disputou a presidência do Peru e foi derrotado por Alberto Fujimori, o que o levou a abandonar a política partidária.

      No texto em que fundamenta a escolha, a Academia Sueca destacou "sua cartografia das estruturas de poder e suas vigorosas imagens de resistência, revolta e derrota do indivíduo". Isso não quer dizer muita coisa, mas o que veio em seguida sim: "Ele é um contador de histórias divinamente dotado". De todo modo, se pode haver algum potencial de polêmica no anúncio, ele é apenas político. Não faltarão especulações sobre que tipo de sinal a Academia Sueca – que parece nunca deixar de levar tais aspectos em consideração, é verdade – quer enviar ao mundo. Do ponto de vista estritamente literário, ganhou um dos grandes escritores vivos. Sua vitória é tão boa para ele quanto para o prestígio do próprio Nobel, quebrando uma sequência de seis anos em que haviam sido premiados cinco europeus – além de um turco, Orhan Pamuk. Desde a vitória de García Márquez, em 1982, um escritor sul-americano não levava o prêmio de 1,5 milhão de dólares.

      Em declarações ao site do jornal espanhol "El País", o escritor peruano disse que, a princípio, quando recebeu a notícia, julgou tratar-se de um trote. "Acreditava ter sido inteiramente esquecido pela Academia, nem mesmo sabia que o prêmio seria anunciado este mês", disse. Declarando-se "muito comovido e entusiasmado", acrescentou que o prêmio é um "reconhecimento à língua espanhola".

      Como nota curiosa, registre-se que as casas de aposta londrinas, que este ano nem previram o nome de Vargas Llosa, são mais uma vez as grandes derrotadas.

      Confira os outros vencedores dos anos 2000:

      2009 – Herta Müller

      2008 – Jean-Marie Gustave Le Clézio

      2007 – Doris Lessing

      2006 – Orhan Pamuk

      2005 – Harold Pinter

      2004 – Elfriede Jelinek

      2003 – J.M. Coetzee

      2002 – Imre Kertész

      2001 – V.S. Naipaul

      2000 – Gao Xingjian



      Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/todoprosa/pelo-mundo/nobel-para-vargas-llosa-ganham-os-dois-ele-e-o-premio/
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.