Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Escritor Orlando Luis Pardo Lazo, crítico de Fidel Castro lança livro em Cuba

Expandir mensagens
  • Ubiratan Rocha da Silva
    Obra pode ser descarregada gratuitamente na Internet Escritor crítico de Fidel Castro lança livro em Cuba 17.02.2009 - 13h40 PÚBLICO O escritor cubano
    Mensagem 1 de 1 , 12 de abr de 2009
      Obra pode ser descarregada gratuitamente na Internet

      Escritor crítico de Fidel Castro lança livro em Cuba

      17.02.2009 - 13h40 PÚBLICO

      O escritor cubano Orlando Luis Pardo Lazo, que não é bem aceite nos meios oficiais cubanos, apresentou hoje o livro "Boring Home" na rua, depois de não ter sido admitido na Feira do Livro que se celebra em Havana até o próximo dia 22 de Fevereiro. A iniciativa começou a organizar-se no blogue de Yoani Sánchez, "Generacíon Y", e depois espalhou-se para outros "bloggers" do país e pessoas interessadas pelos assuntos da cultura.

      Normalmente este tipo de iniciativa tem lugar em espaços privados e a celebração é discreta. O relevante do caso, nas palavras da "blogger" galardoada com o prémio Ortega e Gasset, é que antes "nunca tinha sido possível fazer algo assim ao ar livre, num espaço público e tão perto da Feira do Livro". O lançamento aconteceu "em frente ao recinto onde ocorrem os actos oficiais". Segundo a autora, falou-se "de literatura com liberdade". "Parece que desistiram da intimidação e evitaram o escândalo", referiu.

      Nos primeiros momentos não havia mais do que quinze pessoas a assistir, muita vigilância e os enviados da NBC e da CNN como testemunhos mediáticos do facto. No fim, eram quase cinquenta pessoas. Yoani Sánchez, satisfeita, relatava alguns detalhes do encontro: "É importante porque vieram jovens autores que têm sido muito valentes. Até ao momento não tinha tido problemas em publicar através dos canais oficiais e esperamos que, de agora em diante, também não tenhamos. Estamos muito surpreendidos, ainda que a imprensa internacional dos dê alguma protecção, que não nos tenham impedido de fazer nada. Somente intimidaram-nos com o registo de todo o acto às autoridades".

      Durante o fim-de-semana a pressão contra o autor, com chamadas telefónicas de ameaça para sua casa e envio de e-mails, foi crescendo. Também o cerco de vigilância em redor do edifício onde habitava Yoani Sánchez se multiplicou, refere o "El País" online.

      No entanto, e contra o que se esperava, a iniciativa de celebrar a publicação do livro foi até ao fim. Embora conte apenas com cópias impressas de maneira caseira, a obra pode ser descarregada gratuitamente através da Internet.

      Fonte: http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1365569
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.