Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Reforma ortográfica - Prefixo "não" perde o hífen em todas as situações

Expandir mensagens
  • Ubiratan Rocha da Silva
    Reforma ortográfica - 28/03/2009 - 07h22 Prefixo não perde o hífen em todas as situações Por Thaís Nicoleti A aguardada edição do Volp ( Vocabulário
    Mensagem 1 de 1 , 29 de mar de 2009
      Reforma ortográfica - 28/03/2009 - 07h22

      Prefixo "não" perde o hífen em todas as situações

      Por Thaís Nicoleti


      A aguardada edição do Volp ("Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa"), da Academia Brasileira de Letras, consolidou a abolição do hífen que prendia o prefixo "não" a substantivos e a adjetivos.

      Antes, o "não" que funcionava como prefixo era separado por hífen da palavra subsequente, modo de deixar claro que estava deslocado de sua função adverbial, equivalendo a formas como "in-" ou "des-".

      Segundo a grafia antiga, era possível dizer que alguém teve um comportamento "não-leal" (o que equivalia formalmente a um comportamento "desleal", mas com uma nuance de significado que opera ligeira distinção de sentido). Importa aqui observar que havia, sim, um critério para o uso do hífen depois do "não". Diante de substantivos, sempre havia o hífen (pacto de "não-violência", "não-índios" etc.).

      Agora, não existe mais hífen depois do prefixo "não". Consolidam-se grafias como "organização não governamental", "pacto de não proliferação de armas nucleares" etc.

      Fonte: http://www.pantanalnews.com.br/contents.php?CID=23853
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.