Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Centenário de Guimarães Rosa (1908-1967)

Expandir mensagens
  • Ubiratan Rocha da Silva
    João Guimarães Rosa mais conhecido como Guimarães Rosa 27 de junho de 1908 — 19 de novembro de 1967 Escreveu: Quando escrevo, repito o que já vivi
    Mensagem 1 de 2 , 25 de out de 2008
      João Guimarães Rosa mais conhecido como Guimarães Rosa
      27 de junho de 1908 — 19 de novembro de 1967

      Escreveu:

      "Quando escrevo, repito o que já vivi antes.
      E para estas duas vidas, um léxico só não é suficiente.
      Em outras palavras, gostaria de ser um crocodilo
      vivendo no rio São Francisco. Gostaria de ser
      um crocodilo porque amo os grandes rios,
      pois são profundos como a alma de um homem.
      Na superfície são muito vivazes e claros,
      mas nas profundezas são tranqüilos e escuros
      como o sofrimento dos homens."

      Disse em entrevista:

      Falo: português, alemão, francês, inglês, espanhol, italiano,
      esperanto, um pouco de russo; leio: sueco, holandês, latim e grego
      (mas com o dicionário agarrado); entendo alguns dialetos alemães;
      estudei a gramática: do húngaro, do árabe, do sânscrito, do lituânio,
      do polonês, do tupi, do hebraico, do japonês, do tcheco, do
      finlandês, do dinamarquês; bisbilhotei um pouco a respeito de outras.
      Mas tudo mal. E acho que estudar o espírito e o mecanismo de outras
      línguas ajuda muito à compreensão mais profunda do idioma nacional.
      Principalmente, porém, estudando-se por divertimento, gosto e
      distração.

      Disse no discurso de posse na ABL:

      "...a gente morre é para provar que viveu."


      ---------------------------------------------------------------------

      Correios lança selo "Centenário de Guimarães Rosa" no Proler

      Os Correios de Mato Grosso do Sul realizam nesta sexta, 24, o
      lançamento regional do selo "Centenário de Guimarães Rosa", no
      encerramento das atividades do Proler (Programa Nacional de Incentivo
      a Leitura) na capital. Durante a semana foram diversas atividades,
      como palestras, oficinas e apresentações culturais voltadas para o
      incentivo à leitura.
      FONTE: http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=293205
    • Gustavo Dourado
      Obrigado, Ubiratan: Segue Cordel para Guimarães Rosa: Gustavo Dourado homenageia João Guimarães Rosa no centenário de nascimento do autor de Grande
      Mensagem 2 de 2 , 25 de out de 2008
        Obrigado, Ubiratan:
        Segue Cordel para Guimarães Rosa:
         
         
         
        Gustavo Dourado homenageia João Guimarães Rosa no centenário de nascimento do autor de Grande Sertão: Veredas, Sagarana, Corpo de Baile e Tutaméia... Nonada...Travessia... "As pessoas não morrem. Ficam encantadas" G.R
         
        Cordel para Guimarães Rosa
        Gustavo Dourado
        http://www.gustavodourado.com.br/cordel/Cordel%20para%20Guimarães%20Rosa.htm

         

        No Grã Ser: tão: Veredas
        Presença do Pentagrama
        Terceira Margem do Rio
        Romance, Poesia e Drama
        Riobaldo- Diadorim...
        Bis coito mia na trama ...

        Coragem, amor, oração
        Délivrance e destemor
        Não é nada e é tudo...
        Árdua epo.peia da dor
        Atravessia do destino:
        Vida e morte mais amor...

        Indecisão e coragem
        Medo e determinação
        Anagrama: Alchemia
        Processo de Iniciação
        De Barbazu a Siruiz
        Presente de Seô Habão...

        São Francisco...Urucuia
        Trilhas do Grande Sertão
        A Canção de Siruiz
        Mexe com meu coração
        Realidade fantaseia
        Sonhos e caosmovisão...

        Joca Ramiro/Zé Bebelo
        Hermógenes e Ricardão
        Medeiro Vaz jagunceia
        Garimpa veias do Sertão
        TetragrammAton: Osiris
        E o Signo de Salomão...

        Siruiz bem gateado
        Cavalga fenomenal
        Galopeia pela vida
        Com ares de maioral
        Cavalo bom é difícil:
        É cavalo magistral...

        Conquista existencialma
        Rio Baldio no Caminho
        Redenção...Conhecimento
        Luz alquímica do vinho
        Renascimento Travessia
        Encontro do eu sozinho...

        Osiris enfrentou a Morte
        No Hades esteve Orfeu
        Riobaldo em seu cavalo
        No cosmos de Prometeu
        Odisséias pelos mundos
        De Pã...Ulisses...Teseu...

        Medeiros Vaz quer Justiça
        Joca Ramiro: Amizade
        Zé Bebelo na Política
        Do Sertão para a cidade
        A vida é um rio baldo
        Que impõe dificuldade...

        Diadorim é fascínio
        Mistério dual idade
        Dia-dor-(z)-im(ha) é luz
        Símbolo de afetividade
        Dia dóron Travessoa
        Veredas da Eternidade...

        Rosa travessia o tempo
        Nos buritis da mensagem
        Nos papiros da saudade
        Fez um Magma na linguagem
        Transmutador das veredas:
        Além da Terceira Margem...

        Gustavo Dourado
        http://www.gustavodourado.com.br/

        --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
        2008/10/25 Ubiratan Rocha da Silva <urs_bira@...>

        João Guimarães Rosa mais conhecido como Guimarães Rosa
        27 de junho de 1908 — 19 de novembro de 1967

        Escreveu:

        "Quando escrevo, repito o que já vivi antes.
        E para estas duas vidas, um léxico só não é suficiente.
        Em outras palavras, gostaria de ser um crocodilo
        vivendo no rio São Francisco. Gostaria de ser
        um crocodilo porque amo os grandes rios,
        pois são profundos como a alma de um homem.
        Na superfície são muito vivazes e claros,
        mas nas profundezas são tranqüilos e escuros
        como o sofrimento dos homens."

        Disse em entrevista:

        Falo: português, alemão, francês, inglês, espanhol, italiano,
        esperanto, um pouco de russo; leio: sueco, holandês, latim e grego
        (mas com o dicionário agarrado); entendo alguns dialetos alemães;
        estudei a gramática: do húngaro, do árabe, do sânscrito, do lituânio,
        do polonês, do tupi, do hebraico, do japonês, do tcheco, do
        finlandês, do dinamarquês; bisbilhotei um pouco a respeito de outras.
        Mas tudo mal. E acho que estudar o espírito e o mecanismo de outras
        línguas ajuda muito à compreensão mais profunda do idioma nacional.
        Principalmente, porém, estudando-se por divertimento, gosto e
        distração.

        Disse no discurso de posse na ABL:

        "...a gente morre é para provar que viveu."

        ----------------------------------------------------------

        Correios lança selo "Centenário de Guimarães Rosa" no Proler

        Os Correios de Mato Grosso do Sul realizam nesta sexta, 24, o
        lançamento regional do selo "Centenário de Guimarães Rosa", no
        encerramento das atividades do Proler (Programa Nacional de Incentivo
        a Leitura) na capital. Durante a semana foram diversas atividades,
        como palestras, oficinas e apresentações culturais voltadas para o
        incentivo à leitura.
        FONTE: http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=293205


      Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.