Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Luciana Stegagno Picchio Faleceu aos 88 anos dia 28/8/2008

Expandir mensagens
  • Ubiratan Rocha da Silva
    Luciana Stegagno Picchio (Alessandria Piemonte,Itália, 26 de abril de 1920 - 28 de Agosto de 2008) foi filóloga, historiadora da cultura, crítica literária
    Mensagem 1 de 1 , 3 de set de 2008
      Luciana Stegagno Picchio (Alessandria Piemonte,Itália, 26 de abril de
      1920 - 28 de Agosto de 2008) foi filóloga, historiadora da cultura,
      crítica literária ,especialista em literatura medieval portuguesa, em
      história do teatro português, e em literatura brasileira.

      Faleceu aos 88 anos e foi autora de mais de 500 publicações dedicadas
      às literaturas e culturas de língua portuguesa, o que lhe valeu o
      título de mais importante luso-brasileirista da Europa.

      Teve assento na Academia Brasileira de Letras e na Academia de
      Ciências de Lisboa e recebeu em 1988 a Ordem de Santiago de Espada,
      por ser uma das maiores divulgadoras das literaturas em língua
      portuguesa.


      Sua obra

      História do Teatro Português (1964)
      A lição do texto (Lisboa, 1979)
      La méthode philologique com prefácio de R. Jakobson (Paris, 1982)
      La littérature brésilienne (Paris, «Que sais-je?», 1982 e 1996, trad.
      portuguesa e francesa)
      La letteratura brasiliana (Florença-Milão, 1972, trad. romena,
      Bucareste, 1986)
      Storia della letteratura brasiliana (Turim, 1997; ed. brasileira
      História da literatura brasileira, Rio, 1997)
      Publicou edições críticas de obras de Martin Moya (Le poesie, 1969),
      João de Barros (Diálogo em louvor da nossa linguagem, 1959), Gil
      Vicente (Pranto de Maria Parda,1963), Murilo Mendes (Poesia completa
      e prosa, 1994).

      Escreveu diversos ensaios sobre literatura de viagens, e sobre os
      modernismos português e brasileiro.


      Sobre a História da Literatura Brasileira

      Sobre a História da Literatura Brasileira (2004. 743 pp.), obra
      primordial na história da divulgação de nossa literatura, os editores
      da Lacerda Editores comentam:

      "Escrita por uma italiana, absolutamente inteirada da nossa
      trajetória cultural e literária e conhecedora profunda da língua
      portuguesa, esta História se enriquece ainda pelo próprio
      distanciamento de perspectiva de sua autora, cuja visão se assenta
      nas fontes primordiais das literaturas ibéricas e de toda a cultura
      européia.

      Nome primordial para a divulgação mundial das literaturas de Portugal
      e Brasil, as quais conhece não apenas nas suas grandes linhas de
      força, mas inclusive nas minúcias da pequena história e dos nomes
      secundários.

      Luciana Stegagno-Picchio é senhora de uma cultura que abarca desde os
      nomes ímpares de Gil Vicente, de Camões e de Fernando Pessoa, ou de
      Gonçalves Dias, Machado de Assis e Guimarães Rosa, até este ou aquele
      esquecido neoparnasiano ou obscuro naturalista.

      Daí a singularidade desta História da Literatura Brasileira, escrita
      por uma italiana com uma visão de conjunto da nossa cultura literária
      raramente encontrada entre nós."


      Incluímos este verbete na wikipedia em Portugês hoje 4/9/2009 no link
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Luciana_Stegagno_Picchio
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.