Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

Sousândrade (Joaquim de Sousa Andrade) (1833-1902) - Sugestão da Moderação

Expandir mensagens
  • Ubiratan Rocha da Silva
    Bom dia Gabriela, Recebemos de seu e-mail (gabriela10...) uma solicitação de pesquisa sobre: Sousândrade (Joaquim de Sousa Andrade) (1833-1902) (poesia)
    Mensagem 1 de 1 , 27 de ago de 2006
      Bom dia Gabriela,

      Recebemos de seu e-mail (gabriela10...) uma
      solicitação de pesquisa sobre:

      Sousândrade (Joaquim de Sousa Andrade) (1833-1902) (poesia)



      Nasceu no Maranhão em 1833 e faleceu no mesmo estado em 1902.

      Viajou pela Europa e pelos Estados Unidos e teve grande participação
      política na sua época. Morreu pobre e desconhecido. Sua obra só
      conseguiu despertar o interesse da crítica no século seguinte, na
      década de 70.

      Como ousado renovador que foi, sua obra não foi apreciada no tempo.
      Ele próprio prévia que o poema Guesa somente seria lido dali a
      cinqüenta anos. Na sua longa permanência nos Estados Unidos da
      América, o poeta entrou em contato com um mundo praticamente ignorado
      pelos nossos demais românticos: a sociedade capitalista fundada no
      valor do dinheiro. Guesa, sua obra mais importante, conta a história
      de um índio adolescente que acaba imolado ao deus sol. O poema baseia-
      se numa lenda quíchua.

      Obra:
      poesias: Harpas Selvagens (1857), Guesa (1866)
      outra poesia: Novo Éden (1893)

      Fonte:http://urs.bira.nom.br/litera/litera.htm#roma10


      Se você desejar ler mais sobre Romantismo no Brasil de 1836-1881,
      perído em que Sousândrade esta inserido acesse nosso site de apoio
      http://urs.bira.nom.br e vá até a opção "História da Literatura"
      Lá você encontrará informações sobre o Panorama da época e outros
      autores.


      Cordial abraço,


      urs.Bira
      Moderação Literatura & Leitura
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.