Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

SOCIETY6, COLAB55 e outras plataformas

Expandir mensagens
  • felipebriani
    Boa tarde, ilustres… Tudo bem? Já faz um tempo que tô pesquisando sobre como transformar minha arte em produtos para serem vendidos. O que não é novidade
    Mensagem 1 de 6 , 15 de ago
      Boa tarde, ilustres… Tudo bem?

      Já faz um tempo que tô pesquisando sobre como transformar minha arte em produtos para serem vendidos. O que não é novidade pra ninguém, todo artista quer viver da sua arte de forma mais ampla.
      Além de várias opções que tenho analisado a viabilidade, uma que me chamou atenção são as plataformas tipo Society6, Colab55 etc. Eu tinha salvo nos meus favoritos mais uma ou duas, mas infelizmente não achei mais, esqueci quais eram.

      Alguém aqui já trabalha (ou trabalhou) com esse tipo de plataforma e produtos?
      Alguma dica, recomendação, alerta ou qualquer comentário sobre o assunto que gostariam de compartilhar, por favor?
      Eu lembro de um assunto sobre isso discutido aqui, mas não achei a conversa, mesmo dando busca.

      Desde já muito obrigado!!
      Abraço a todos
    • camila_vielmond
      Provavelmente você também viu o Redbubble e o INPRNT. Há também uma outra plataforma brasileira um pouco famosa cujo nome não me recordo no momento (eu
      Mensagem 2 de 6 , 15 de ago
        Provavelmente você também viu o Redbubble e o INPRNT. Há também uma outra plataforma brasileira um pouco famosa cujo nome não me recordo no momento (eu sei, irônico).

        Essa famosa-anônima eu já não recomendaria pois exige limite mínimo de vendas para repassar os royalties ao artista, algo em torno de R$ 50,00. Isso explora justo aqueles que mais precisam, artistas esperançosos e menos populares que verão vendas muito esporádicas.

        Montei lojas nos sites citados há 2, 3 anos. Tenha em mente que minha experiência é pessoal e dependente do meu estilo de arte e frequência de uploads de novos produtos (baixa!). Já adianto que dar upload e ajustar as ilustrações em cada produto será um investimento de tempo inicial bem alto—um investimento do qual você provavelmente não verá retorno imediato. É legal ganhar algo com trabalhos que só estão acumulando pó, mas não espere muito. Não dá para viver das vendas. Isso depende muito do apelo popular do seu trabalho, do número de pessoas que o acompanham e de quanto tempo e esforço você dedica às lojas.

        Society6
        Muito bem estabelecido no mercado. Tem uma comunidade ativa, mas também tem muitos bots. Foi um dos sites nos quais vendi mais rápido e é o segundo no meu rank de vendas totais. No final do ano passado o S6 mudou o sistema de upload e criação de produtos, mas coisas como cases de celular ainda são mais fáceis de ajustar se você usar um template para prever como cada modelo ficará antes de dar upload. Se me lembro bem exige $1 para liberar sua conta para realizar vendas.

        Redbubble
        Também é bem estabelecido, concorrente direto do S6.  A comunidade é menos ativa e tem um perfil diferente. O RB me surpreendeu: Demorei para vender qualquer coisa nele, cheguei a pensar em fechar a loja... E hoje em dia é o local onde faço mais vendas. O sistema de uploads sempre foi um pouco mais prático que o do S6.

        INPRNT
        Oferece menos produtos que o S6 ou RB, e também é menos conhecido. Seu diferencial seriam as prints de alta qualidade. Os membros são "curadores" no INPRNT: A liberação da sua conta para realizar vendas depende de receber um convite de quem já está dentro (que vem em número limitado) ou de receber votos positivos dos membros ao submeter uma amostra do seu trabalho.

        Os pagamentos de royalties são automáticos à partir de um determinado valor, do contrário você precisa entrar em contato com eles para requisitar uma transferência manual—mas não se assuste! O suporte deles é fantástico, são ágeis e muito atenciosos. Já pensou em reportar um problema e não só pedirem mais detalhes e sugestões, como resolverem no mesmo dia? Pois é! Terceiro no meu rank de vendas feitas.

        Colab55
        Minha info sobre ele está um pouco desatualizada. O frete costumava ser caro, o que encarece ainda mais produtos não exatamente baratos. Não fiz muitas vendas lá. Eles não tem um sistema de login próprio, usam exclusivamente logins de redes sociais para acessar o sua conta. O sistema de uploads também não era muito prático, era igual ao antigo do S6. Se mudou já não tenho como dizer.

        Eventualmente o app de autenticação sofreu algum bug e perdi acesso à minha loja. Por consequência está bem desatualizada, o que sem dúvidas impacta negativamente nas minhas vendas. Para resolver teria que recriá-la, e como detesto o sistema de login sempre desisto, já que mesmo recriando ainda estarei presa à ele. Como o pagamento é automático pelo menos ainda recebo os royalties de qualquer venda feita.
         
      • felipebriani
        Bom dia Camila! Eu não conhecia o RedBubble nem o INPRINT, valeu pela indicação! Eram outras plataformas brasileiras que eu tinha visto, e assim como vc,
        Mensagem 3 de 6 , 16 de ago
          Bom dia Camila!
          Eu não conhecia o RedBubble nem o INPRINT, valeu pela indicação! Eram outras plataformas brasileiras que eu tinha visto, e assim como vc, esqueci o nome kkkk  uma das que vi era quase que exclusivamente de camisetas, mas esqueci mesmo. Eu tinha nos meus favoritos, mas acabei perdendo todos os meus favoritos por uma infelicidade e ignorância da minha parte. Mas essa é outra historia.

          Muito obrigado pela excelente ajuda! Realmente eu não tinha pensado em viver só disso, mesmo porque tenho outros projetos em mente, mas um complemento sempre é bom, principalmente pra coisas como você falou, que estão juntando pó.

          Me diz mais uma coisa, por favor… Já que as vendas também dependem de quanto se dedica às lojas e quanto se faz de divulgação, como fica pro pessoal brazuca comprar produtos dessas plataformas internacionais? Você sente que suas vendas são mais provenientes de fora ou daqui?

          Obrigadãoo

          Felipe Briani

          De: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]
          Enviado: ‎quarta-feira‎, ‎16‎ de ‎agosto‎ de ‎2017 ‎00‎:‎20
          Para: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]

           

          Provavelmente você também viu o Redbubble e o INPRNT. Há também uma outra plataforma brasileira um pouco famosa cujo nome não me recordo no momento (eu sei, irônico).

          Essa famosa-anônima eu já não recomendaria pois exige limite mínimo de vendas para repassar os royalties ao artista, algo em torno de R$ 50,00. Isso explora justo aqueles que mais precisam, artistas esperançosos e menos populares que verão vendas muito esporádicas.

          Montei lojas nos sites citados há 2, 3 anos. Tenha em mente que minha experiência é pessoal e dependente do meu estilo de arte e frequência de uploads de novos produtos (baixa!). Já adianto que dar upload e ajustar as ilustrações em cada produto será um investimento de tempo inicial bem alto—um investimento do qual você provavelmente não verá retorno imediato. É legal ganhar algo com trabalhos que só estão acumulando pó, mas não espere muito. Não dá para viver das vendas. Isso depende muito do apelo popular do seu trabalho, do número de pessoas que o acompanham e de quanto tempo e esforço você dedica às lojas.

          Society6
          Muito bem estabelecido no mercado. Tem uma comunidade ativa, mas também tem muitos bots. Foi um dos sites nos quais vendi mais rápido e é o segundo no meu rank de vendas totais. No final do ano passado o S6 mudou o sistema de upload e criação de produtos, mas coisas como cases de celular ainda são mais fáceis de ajustar se você usar um template para prever como cada modelo ficará antes de dar upload. Se me lembro bem exige $1 para liberar sua conta para realizar vendas.

          Redbubble
          Também é bem estabelecido, concorrente direto do S6.  A comunidade é menos ativa e tem um perfil diferente. O RB me surpreendeu: Demorei para vender qualquer coisa nele, cheguei a pensar em fechar a loja... E hoje em dia é o local onde faço mais vendas. O sistema de uploads sempre foi um pouco mais prático que o do S6.

          INPRNT
          Oferece menos produtos que o S6 ou RB, e também é menos conhecido. Seu diferencial seriam as prints de alta qualidade. Os membros são "curadores" no INPRNT: A liberação da sua conta para realizar vendas depende de receber um convite de quem já está dentro (que vem em número limitado) ou de receber votos positivos dos membros ao submeter uma amostra do seu trabalho.

          Os pagamentos de royalties são automáticos à partir de um determinado valor, do contrário você precisa entrar em contato com eles para requisitar uma transferência manual—mas não se assuste! O suporte deles é fantástico, são ágeis e muito atenciosos. Já pensou em reportar um problema e não só pedirem mais detalhes e sugestões, como resolverem no mesmo dia? Pois é! Terceiro no meu rank de vendas feitas.

          Colab55
          Minha info sobre ele está um pouco desatualizada. O frete costumava ser caro, o que encarece ainda mais produtos não exatamente baratos. Não fiz muitas vendas lá. Eles não tem um sistema de login próprio, usam exclusivamente logins de redes sociais para acessar o sua conta. O sistema de uploads também não era muito prático, era igual ao antigo do S6. Se mudou já não tenho como dizer.

          Eventualmente o app de autenticação sofreu algum bug e perdi acesso à minha loja. Por consequência está bem desatualizada, o que sem dúvidas impacta negativamente nas minhas vendas. Para resolver teria que recriá-la, e como detesto o sistema de login sempre desisto, já que mesmo recriando ainda estarei presa à ele. Como o pagamento é automático pelo menos ainda recebo os royalties de qualquer venda feita.
           


        • camila_vielmond
          Fico feliz em ajudar! Tenho pouca experiência com plataformas nacionais, haviam poucas bem estabelecidas quando montei as lojas—o Colab55 mesmo havia sido
          Mensagem 4 de 6 , 16 de ago
            Fico feliz em ajudar! Tenho pouca experiência com plataformas nacionais, haviam poucas bem estabelecidas quando montei as lojas—o Colab55 mesmo havia sido lançado há poucos dias—e uma parcela expressiva do meu público é lá de fora. Se lembrar do nome dessa plataforma brasileira focada em camisas avise, pois ainda não a conheço.

            Algo que não mencionei mas é importante para quem está pensando em vender prints: Se for um trabalho feito por encomenda se certifique de que você é detentor dos direitos e de que o cliente está ciente desse possível uso. Evitar dores de cabeça e infringimento acidental dos direitos do seu cliente vale mais que qualquer retorno adicional que esse trabalho possa gerar.
          • Sérgio Luz
            Para quem curte estamparia... VIDA VIDA ________________________________ De: brian_50135@yahoo.com.br
            Mensagem 5 de 6 , 16 de ago
              Para quem curte estamparia...





              De: "brian_50135@... [ilustragrupo]" <ilustragrupo@...>
              Para: "Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]" <ilustragrupo@...>
              Enviadas: Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017 10:24
              Assunto: Re: [ilustragrupo] Re: SOCIETY6, COLAB55 e outras plataformas

               
              Bom dia Camila!
              Eu não conhecia o RedBubble nem o INPRINT, valeu pela indicação! Eram outras plataformas brasileiras que eu tinha visto, e assim como vc, esqueci o nome kkkk  uma das que vi era quase que exclusivamente de camisetas, mas esqueci mesmo. Eu tinha nos meus favoritos, mas acabei perdendo todos os meus favoritos por uma infelicidade e ignorância da minha parte. Mas essa é outra historia.

              Muito obrigado pela excelente ajuda! Realmente eu não tinha pensado em viver só disso, mesmo porque tenho outros projetos em mente, mas um complemento sempre é bom, principalmente pra coisas como você falou, que estão juntando pó.

              Me diz mais uma coisa, por favor… Já que as vendas também dependem de quanto se dedica às lojas e quanto se faz de divulgação, como fica pro pessoal brazuca comprar produtos dessas plataformas internacionais? Você sente que suas vendas são mais provenientes de fora ou daqui?

              Obrigadãoo

              Felipe Briani

              De: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]
              Enviado: ‎quarta-feira‎, ‎16‎ de ‎agosto‎ de ‎2017 ‎00‎:‎20
              Para: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]

               
              Provavelmente você também viu o Redbubble e o INPRNT. Há também uma outra plataforma brasileira um pouco famosa cujo nome não me recordo no momento (eu sei, irônico).

              Essa famosa-anônima eu já não recomendaria pois exige limite mínimo de vendas para repassar os royalties ao artista, algo em torno de R$ 50,00. Isso explora justo aqueles que mais precisam, artistas esperançosos e menos populares que verão vendas muito esporádicas.

              Montei lojas nos sites citados há 2, 3 anos. Tenha em mente que minha experiência é pessoal e dependente do meu estilo de arte e frequência de uploads de novos produtos (baixa!). Já adianto que dar upload e ajustar as ilustrações em cada produto será um investimento de tempo inicial bem alto—um investimento do qual você provavelmente não verá retorno imediato. É legal ganhar algo com trabalhos que só estão acumulando pó, mas não espere muito. Não dá para viver das vendas. Isso depende muito do apelo popular do seu trabalho, do número de pessoas que o acompanham e de quanto tempo e esforço você dedica às lojas.

              Society6
              Muito bem estabelecido no mercado. Tem uma comunidade ativa, mas também tem muitos bots. Foi um dos sites nos quais vendi mais rápido e é o segundo no meu rank de vendas totais. No final do ano passado o S6 mudou o sistema de upload e criação de produtos, mas coisas como cases de celular ainda são mais fáceis de ajustar se você usar um template para prever como cada modelo ficará antes de dar upload. Se me lembro bem exige $1 para liberar sua conta para realizar vendas.

              Redbubble
              Também é bem estabelecido, concorrente direto do S6.  A comunidade é menos ativa e tem um perfil diferente. O RB me surpreendeu: Demorei para vender qualquer coisa nele, cheguei a pensar em fechar a loja... E hoje em dia é o local onde faço mais vendas. O sistema de uploads sempre foi um pouco mais prático que o do S6.

              INPRNT
              Oferece menos produtos que o S6 ou RB, e também é menos conhecido. Seu diferencial seriam as prints de alta qualidade. Os membros são "curadores" no INPRNT: A liberação da sua conta para realizar vendas depende de receber um convite de quem já está dentro (que vem em número limitado) ou de receber votos positivos dos membros ao submeter uma amostra do seu trabalho.

              Os pagamentos de royalties são automáticos à partir de um determinado valor, do contrário você precisa entrar em contato com eles para requisitar uma transferência manual—mas não se assuste! O suporte deles é fantástico, são ágeis e muito atenciosos. Já pensou em reportar um problema e não só pedirem mais detalhes e sugestões, como resolverem no mesmo dia? Pois é! Terceiro no meu rank de vendas feitas.

              Colab55
              Minha info sobre ele está um pouco desatualizada. O frete costumava ser caro, o que encarece ainda mais produtos não exatamente baratos. Não fiz muitas vendas lá. Eles não tem um sistema de login próprio, usam exclusivamente logins de redes sociais para acessar o sua conta. O sistema de uploads também não era muito prático, era igual ao antigo do S6. Se mudou já não tenho como dizer.

              Eventualmente o app de autenticação sofreu algum bug e perdi acesso à minha loja. Por consequência está bem desatualizada, o que sem dúvidas impacta negativamente nas minhas vendas. Para resolver teria que recriá-la, e como detesto o sistema de login sempre desisto, já que mesmo recriando ainda estarei presa à ele. Como o pagamento é automático pelo menos ainda recebo os royalties de qualquer venda feita.
               



            • Ricardo Antunes
              Oi Felipe, oi pessoal, Gostaria de deixar a minha opinião sobre esse assunto. Acho válido ilustradores tentarem vender prints, camisetas, canecas e outros
              Mensagem 6 de 6 , 16 de ago
                Oi Felipe, oi pessoal,

                Gostaria de deixar a minha opinião sobre esse assunto. Acho válido ilustradores tentarem vender prints, camisetas, canecas e outros objetos em lojas on line ou mesmo feiras e eventos. Mas o que tenho visto ultimamente são muitos, mesmo muitos ilustradores se dedicando quase exclusivamente a isso, esquecendo que a profissão principal é ser ilustrador e dedicar tempo e energia em contatar clientes e exercer a profissão exatamente como ela é.

                Certos ilustradores realmente vendem bem prints e outras coisas mais, mas... isso é resultado do sucesso como ilustradores (por exemplo, o Felipe Massafera vai para todos os grandes eventos tipo ComicCon apenas com prints para vender, e faz fila).

                O foco deveria ser primeiro ser bem sucedido como ilustrador, e só depois usufruir disso vendendo extras... e não o contrário.

                Acreditem: quem não está bem implementado no mercado de ilustração e quem não tem um trabalho consistente jamais vai fazer sucesso vendendo prints e outros badulaques, e não é nenhuma plataforma mágica na net que vai ajudar nas vendas.

                Abs

                Ricardo Antunes

                www.ricardoantunesdesign.com
                www.ilustrarmagazine.com
                www.reference-press.com

                .
                .
                .


                2017-08-16 16:09 GMT+01:00 Sérgio Luz sergioluz_sl@... [ilustragrupo] <ilustragrupo@...>:
                 

                Para quem curte estamparia...





                De: "brian_50135@... [ilustragrupo]" <ilustragrupo@.... br>
                Para: "Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]" <ilustragrupo@.... br>
                Enviadas: Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017 10:24
                Assunto: Re: [ilustragrupo] Re: SOCIETY6, COLAB55 e outras plataformas

                 
                Bom dia Camila!
                Eu não conhecia o RedBubble nem o INPRINT, valeu pela indicação! Eram outras plataformas brasileiras que eu tinha visto, e assim como vc, esqueci o nome kkkk  uma das que vi era quase que exclusivamente de camisetas, mas esqueci mesmo. Eu tinha nos meus favoritos, mas acabei perdendo todos os meus favoritos por uma infelicidade e ignorância da minha parte. Mas essa é outra historia.

                Muito obrigado pela excelente ajuda! Realmente eu não tinha pensado em viver só disso, mesmo porque tenho outros projetos em mente, mas um complemento sempre é bom, principalmente pra coisas como você falou, que estão juntando pó.

                Me diz mais uma coisa, por favor… Já que as vendas também dependem de quanto se dedica às lojas e quanto se faz de divulgação, como fica pro pessoal brazuca comprar produtos dessas plataformas internacionais? Você sente que suas vendas são mais provenientes de fora ou daqui?

                Obrigadãoo

                Felipe Briani

                De: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]
                Enviado: ‎quarta-feira‎, ‎16‎ de ‎agosto‎ de ‎2017 ‎00‎:‎20
                Para: Jacqueline Lima jkklima@... [ilustragrupo]

                 
                Provavelmente você também viu o Redbubble e o INPRNT. Há também uma outra plataforma brasileira um pouco famosa cujo nome não me recordo no momento (eu sei, irônico).

                Essa famosa-anônima eu já não recomendaria pois exige limite mínimo de vendas para repassar os royalties ao artista, algo em torno de R$ 50,00. Isso explora justo aqueles que mais precisam, artistas esperançosos e menos populares que verão vendas muito esporádicas.

                Montei lojas nos sites citados há 2, 3 anos. Tenha em mente que minha experiência é pessoal e dependente do meu estilo de arte e frequência de uploads de novos produtos (baixa!). Já adianto que dar upload e ajustar as ilustrações em cada produto será um investimento de tempo inicial bem alto—um investimento do qual você provavelmente não verá retorno imediato. É legal ganhar algo com trabalhos que só estão acumulando pó, mas não espere muito. Não dá para viver das vendas. Isso depende muito do apelo popular do seu trabalho, do número de pessoas que o acompanham e de quanto tempo e esforço você dedica às lojas.

                Society6
                Muito bem estabelecido no mercado. Tem uma comunidade ativa, mas também tem muitos bots. Foi um dos sites nos quais vendi mais rápido e é o segundo no meu rank de vendas totais. No final do ano passado o S6 mudou o sistema de upload e criação de produtos, mas coisas como cases de celular ainda são mais fáceis de ajustar se você usar um template para prever como cada modelo ficará antes de dar upload. Se me lembro bem exige $1 para liberar sua conta para realizar vendas.

                Redbubble
                Também é bem estabelecido, concorrente direto do S6.  A comunidade é menos ativa e tem um perfil diferente. O RB me surpreendeu: Demorei para vender qualquer coisa nele, cheguei a pensar em fechar a loja... E hoje em dia é o local onde faço mais vendas. O sistema de uploads sempre foi um pouco mais prático que o do S6.

                INPRNT
                Oferece menos produtos que o S6 ou RB, e também é menos conhecido. Seu diferencial seriam as prints de alta qualidade. Os membros são "curadores" no INPRNT: A liberação da sua conta para realizar vendas depende de receber um convite de quem já está dentro (que vem em número limitado) ou de receber votos positivos dos membros ao submeter uma amostra do seu trabalho.

                Os pagamentos de royalties são automáticos à partir de um determinado valor, do contrário você precisa entrar em contato com eles para requisitar uma transferência manual—mas não se assuste! O suporte deles é fantástico, são ágeis e muito atenciosos. Já pensou em reportar um problema e não só pedirem mais detalhes e sugestões, como resolverem no mesmo dia? Pois é! Terceiro no meu rank de vendas feitas.

                Colab55
                Minha info sobre ele está um pouco desatualizada. O frete costumava ser caro, o que encarece ainda mais produtos não exatamente baratos. Não fiz muitas vendas lá. Eles não tem um sistema de login próprio, usam exclusivamente logins de redes sociais para acessar o sua conta. O sistema de uploads também não era muito prático, era igual ao antigo do S6. Se mudou já não tenho como dizer.

                Eventualmente o app de autenticação sofreu algum bug e perdi acesso à minha loja. Por consequência está bem desatualizada, o que sem dúvidas impacta negativamente nas minhas vendas. Para resolver teria que recriá-la, e como detesto o sistema de login sempre desisto, já que mesmo recriando ainda estarei presa à ele. Como o pagamento é automático pelo menos ainda recebo os royalties de qualquer venda feita.
                 




              Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.