Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

aumento de cultivo de transgênicos

Expandir mensagens
  • Luiz Meira
    From: Cláudio Lima Sent: Friday, February 15, 2008 2:49 PM Brasil teve 2º maior aumento de cultivo de transgênicos O cultivo de alimentos transgênicos
    Mensagem 1 de 1 , 18 de fev de 2008
    Exibir fonte
    • 0 Anexo
      From: Cláudio Lima
      Sent: Friday, February 15, 2008 2:49 PM


      Brasil teve 2º maior aumento de cultivo de transgênicos

      O cultivo de alimentos transgênicos aumentou em 30% no Brasil entre 2006 e 2007, um índice superado apenas pela Índia (63%), segundo um relatório do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações de Agro-biotecnologia (ISAAA, na sigla em inglês) divulgado nesta semana.

      A área cultivada aumentou em 3,5 milhões de hectares, o maior aumento absoluto em todo o mundo.
      Apesar do aumento no cultivo e na área de lavouras, o Brasil manteve a posição de terceiro maior produtor mundial de culturas transgênicas - com 15 milhões de hectares de soja e algodão modificados geneticamente - ficando atrás apenas dos Estados Unidos (com 57,7 milhões de hectares plantados) e da Argentina (com 19,1 milhões de hectares).
      Segundo a ISAAA, a área de cultivo de sementes transgênicas cresceu 12% em 2007, chegando a 114,3 milhões de hectares em todo o mundo, o segundo maior crescimento em termos de área nos últimos cinco anos (12,3 milhões de hectares).
      O relatório do ISAAA, financiado pela indústria de sementes, ainda afirma que o cultivo de transgênicos está ajudando a aliviar a pobreza de fazendeiros em todo o mundo - informação contestada por grupos ambientalistas.
      Em um relatório divulgado na quarta-feira, a organização não-governamental Amigos da Terra afirma que as culturas transgênicas levaram a um aumento maciço no uso de pesticidas e não trouxeram o aumento na colheita de alimentos para populações pobres prometido pela indústria dos transgênicos.
      Polêmica
      Segundo a ISAAA, 2 milhões a mais de agricultores plantaram sementes transgênicas no ano passado, totalizando 12 milhões em todo o mundo.
      Segundo o relatório, 9 em cada 10, ou 11 milhões desses agricultores, são pobres. Ainda segundo o relatório, esta é a primeira vez em que os países em desenvolvimento (12) ultrapassam, em número, os países ricos (11), na cultura de transgênicos.
      A taxa de crescimento nos países em desenvolvimento também foi três vezes maior do que nos países industrializados (21%, em comparação com 6%).
      O presidente da ISAAA e autor do relatório, Clive James, afirma que "com o aumento global do preço dos alimentos, os benefícios das culturas biotecnológicas nunca foram tão importantes".
      "Os fazendeiros que começaram a adotar essas culturas alguns anos atrás já estão começando a sentir vantagens sócio-econômicas em comparação aos agricultores que não as adotaram. Se formos atingir as Metas de Desenvolvimento do Milênio da ONU de cortar a fome e a pobreza pela metade até 2015, os cultivos biotecnológicos vão ter um papel ainda maior na próxima década."
      Mas para a Amigos da Terra, as supostas vantagens da cultura transgênica não foram necessariamente comprovadas.
      Segundo a ONG, várias sementes são modificadas para se tornar resistentes a pragas e pesticidas, mas essa modificação acabou provocando um aumento no uso de herbicidas em outras culturas.
      Como exemplo, a Amigos da Terra cita a soja transgênica, modificada para não ser afetada por um herbicida que ataca uma praga comum na cultura.
      Isso teria causado um aumento no uso do herbicida nos Estados Unidos e no Brasil, o que fez com que a praga se tornasse mais resistente aos pesticidas, criando novos riscos para a agricultura.
      Segundo a Ong, o uso de herbicida nesse caso aumentou em quase 80% no Brasil.
      A Amigos da Terra também ressalta em seu relatório que a grande maioria das culturas transgênicas comercializadas é destinada à alimentação de animais e não para alimentar os pobres.

      [As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.