Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.
 

[Coroa Portuguesa] Informe às Nações Aliadas

Expandir mensagens
  • S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal
    *GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI* Palácio Real de Santa Clara Lisboa Nós, Marcelo, *em nome da Santíssima e Indivisível Trindade*, Rei de Portugal e
    Mensagem 1 de 9 , 15 de nov de 2017


      GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

      Palácio Real de Santa Clara

      Lisboa

       

      Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


      Lisboa, 15 de novembro de 2016.


      INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


      Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

      É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

      Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

      Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

      Era o que tinha a despachar.
       

      Pax et bonum,


      D. MARCELO

      Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

      cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens


    • Augusto Junior
      No micronacionalismo atual a política externa tem sido constantemente negligenciada. Muito em função de micronações amadoras e novas, que não se
      Mensagem 2 de 9 , 16 de nov de 2017
        No micronacionalismo atual a política externa tem sido constantemente negligenciada. Muito em função de micronações amadoras e novas, que não se sustentam enquanto projeto e sim apenas como homenagem à determinada cultura. Com a diplomacia relegada à segunda categoria, temos encontrado cada vez mais Chanceler(s) despreparados, políticas expansionistas agressivas e tratados sem valor algum.

        Paralelamente à compilação legal que SMRI deseja fazer, sugiro que façamos uma revisão completa da política externa, colocando regras claras para o reconhecimento e assinatura de tratados, bem como ingresso em instituições intermicronacionais.

        Precisamos nos levar a sério, levar a sério as outras micronações sérias e deixar de lado a política de "boa praça" na hora de reconhecermos alguém. Tantos anos de história não são um privilégio, não uma responsabilidade.

        Att,

        Augusto Júnior

        Livre de vírus. www.avast.com.

        Em 15 de novembro de 2017 17:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
         



        GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

        Palácio Real de Santa Clara

        Lisboa

         

        Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


        Lisboa, 15 de novembro de 2016.


        INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


        Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

        É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

        Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

        Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

        Era o que tinha a despachar.
         

        Pax et bonum,


        D. MARCELO

        Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

        cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



      • Augusto Junior
        Precisamos nos levar a sério, levar a sério as outras micronações sérias e deixar de lado a política de boa praça na hora de reconhecermos alguém.
        Mensagem 3 de 9 , 16 de nov de 2017
          "Precisamos nos levar a sério, levar a sério as outras micronações sérias e deixar de lado a política de "boa praça" na hora de reconhecermos alguém. Tantos anos de história não são um privilégio, SÃO uma responsabilidade."

          Att,

          Augusto Junior

          Em 16 de novembro de 2017 08:20, Augusto Junior <jajunior@...> escreveu:
          No micronacionalismo atual a política externa tem sido constantemente negligenciada. Muito em função de micronações amadoras e novas, que não se sustentam enquanto projeto e sim apenas como homenagem à determinada cultura. Com a diplomacia relegada à segunda categoria, temos encontrado cada vez mais Chanceler(s) despreparados, políticas expansionistas agressivas e tratados sem valor algum.

          Paralelamente à compilação legal que SMRI deseja fazer, sugiro que façamos uma revisão completa da política externa, colocando regras claras para o reconhecimento e assinatura de tratados, bem como ingresso em instituições intermicronacionais.

          Precisamos nos levar a sério, levar a sério as outras micronações sérias e deixar de lado a política de "boa praça" na hora de reconhecermos alguém. Tantos anos de história não são um privilégio, não uma responsabilidade.

          Att,

          Augusto Júnior

          Livre de vírus. www.avast.com.

          Em 15 de novembro de 2017 17:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
           



          GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

          Palácio Real de Santa Clara

          Lisboa

           

          Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


          Lisboa, 15 de novembro de 2016.


          INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


          Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

          É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

          Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

          Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

          Era o que tinha a despachar.
           

          Pax et bonum,


          D. MARCELO

          Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

          cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens




        • S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal
          Concordo plenamente contigo D. Augusto, precisamos ter uma política sistematizada para que não venha nenhum aventureiro a nos atormentar. *Pax et bonum,* *D.
          Mensagem 4 de 9 , 16 de nov de 2017
            Concordo plenamente contigo D. Augusto, precisamos ter uma política sistematizada para que não venha nenhum aventureiro a nos atormentar.

            Pax et bonum,


            D. MARCELO

            Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

            cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



            Em 16 de novembro de 2017 08:20, Augusto Junior jajunior@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
             

            No micronacionalismo atual a política externa tem sido constantemente negligenciada. Muito em função de micronações amadoras e novas, que não se sustentam enquanto projeto e sim apenas como homenagem à determinada cultura. Com a diplomacia relegada à segunda categoria, temos encontrado cada vez mais Chanceler(s) despreparados, políticas expansionistas agressivas e tratados sem valor algum.

            Paralelamente à compilação legal que SMRI deseja fazer, sugiro que façamos uma revisão completa da política externa, colocando regras claras para o reconhecimento e assinatura de tratados, bem como ingresso em instituições intermicronacionais.

            Precisamos nos levar a sério, levar a sério as outras micronações sérias e deixar de lado a política de "boa praça" na hora de reconhecermos alguém. Tantos anos de história não são um privilégio, não uma responsabilidade.

            Att,

            Augusto Júnior

            Livre de vírus. www.avast.com.

            Em 15 de novembro de 2017 17:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
             



            GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

            Palácio Real de Santa Clara

            Lisboa

             

            Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


            Lisboa, 15 de novembro de 2016.


            INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


            Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

            É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

            Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

            Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

            Era o que tinha a despachar.
             

            Pax et bonum,


            D. MARCELO

            Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

            cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens




          • Jorge Quinta-Nova
            Majestade Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso,
            Mensagem 5 de 9 , 18 de nov de 2017
              Majestade

              Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso, nenhuma das duas micronações mencionadas como "aliadas" o são de jure, ou em algum momento o foram.
              Ainda que a sua colaboração seja meritória e deva ser devidamente apreciada, Portugal e Algarves não tem qualquer aliança com a Alemanha ou Maurícia, pelo que devo respeitosamente insurgir-me contra a utilização do termo, por forma a melhor refletir o estatuto que temos perante eles, e elas perante nós.

              O mais próximo a que chegámos, apenas com a Alemanha, foi a colaboração na OMU em 2005/2006, mas mesmo nessa altura não existiu qualquer aliança, mas apenas colaboração num formato multilateral.

              Com os melhores cumprimentos,

              Jorge de Bragança e Feitos
              Ministro de Estado


              No dia 15 de novembro de 2017 às 19:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
               



              GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

              Palácio Real de Santa Clara

              Lisboa

               

              Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


              Lisboa, 15 de novembro de 2016.


              INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


              Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

              É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

              Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

              Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

              Era o que tinha a despachar.
               

              Pax et bonum,


              D. MARCELO

              Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

              cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



            • S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal
              Senhor Ministro do Reino, Diante desta pontuação cumpre-me considerá-la correcta e assentar que foi um erro de minha parte: *mea maxima culpa.* *Pax et
              Mensagem 6 de 9 , 20 de nov de 2017
                Senhor Ministro do Reino,

                Diante desta pontuação cumpre-me considerá-la correcta e assentar que foi um erro de minha parte: mea maxima culpa.

                Pax et bonum,


                D. MARCELO

                Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                Em 18 de novembro de 2017 19:02, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
                 

                Majestade

                Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso, nenhuma das duas micronações mencionadas como "aliadas" o são de jure, ou em algum momento o foram.
                Ainda que a sua colaboração seja meritória e deva ser devidamente apreciada, Portugal e Algarves não tem qualquer aliança com a Alemanha ou Maurícia, pelo que devo respeitosamente insurgir-me contra a utilização do termo, por forma a melhor refletir o estatuto que temos perante eles, e elas perante nós.

                O mais próximo a que chegámos, apenas com a Alemanha, foi a colaboração na OMU em 2005/2006, mas mesmo nessa altura não existiu qualquer aliança, mas apenas colaboração num formato multilateral.

                Com os melhores cumprimentos,

                Jorge de Bragança e Feitos
                Ministro de Estado


                No dia 15 de novembro de 2017 às 19:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
                 



                GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

                Palácio Real de Santa Clara

                Lisboa

                 

                Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


                Lisboa, 15 de novembro de 2016.


                INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


                Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

                É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

                Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

                Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

                Era o que tinha a despachar.
                 

                Pax et bonum,


                D. MARCELO

                Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens




              • Jorge Quinta-Nova
                Majestade Não será erro, mas um desejo que eu partilho. Seria interessante juntar RUPA às iniciativas da Liga, assim como outras cooperações de corpo
                Mensagem 7 de 9 , 21 de nov de 2017
                  Majestade

                  Não será erro, mas um desejo que eu partilho. Seria interessante juntar RUPA às iniciativas da Liga, assim como outras cooperações de corpo inteiro. 
                  O que indico é que de jure não temos ainda nada, exceto a re-adesão à Liga. Precisamos e seria bom ter.
                  Seja como for, fica demonstrada a boa relação que temos com a Alemanha e Maurícia, e somos todas micronações amigas e irmãs, unidas pelo engrandecimento do micronacionalismo lusófono.

                  Aproveito para parabenizar as iniciativas de sua Majestade, com que a Reconciliação (perfeito nome para o palácio dos Negócios Estrangeiros) plenamente concordam e suportaram de corpo inteiro ao nível do executivo, e que aspiram a essa ligação desejada entre os povos lusófonos.

                  Vosso,

                  Jorge de Bragança e Feitos
                  Ministro do Reino, da Guerra e dos Negócios Estrangeiros

                  No dia 20 de novembro de 2017 às 18:34, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
                   

                  Senhor Ministro do Reino,

                  Diante desta pontuação cumpre-me considerá-la correcta e assentar que foi um erro de minha parte: mea maxima culpa.

                  Pax et bonum,


                  D. MARCELO

                  Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                  cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                  Em 18 de novembro de 2017 19:02, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
                   

                  Majestade

                  Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso, nenhuma das duas micronações mencionadas como "aliadas" o são de jure, ou em algum momento o foram.
                  Ainda que a sua colaboração seja meritória e deva ser devidamente apreciada, Portugal e Algarves não tem qualquer aliança com a Alemanha ou Maurícia, pelo que devo respeitosamente insurgir-me contra a utilização do termo, por forma a melhor refletir o estatuto que temos perante eles, e elas perante nós.

                  O mais próximo a que chegámos, apenas com a Alemanha, foi a colaboração na OMU em 2005/2006, mas mesmo nessa altura não existiu qualquer aliança, mas apenas colaboração num formato multilateral.

                  Com os melhores cumprimentos,

                  Jorge de Bragança e Feitos
                  Ministro de Estado


                  No dia 15 de novembro de 2017 às 19:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                   



                  GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

                  Palácio Real de Santa Clara

                  Lisboa

                   

                  Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


                  Lisboa, 15 de novembro de 2016.


                  INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


                  Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

                  É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

                  Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

                  Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

                  Era o que tinha a despachar.
                   

                  Pax et bonum,


                  D. MARCELO

                  Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                  cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens





                • S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal
                  D. Jorge, RUPA hoje oficialmente é membro-observador da Liga, particularmente sou veementemente contra nossa inscripção porém se for vontade do povo, isso
                  Mensagem 8 de 9 , 25 de nov de 2017
                    D. Jorge,


                    RUPA hoje oficialmente é membro-observador da Liga, particularmente sou veementemente contra nossa inscripção porém se for vontade do povo, isso é revisto para membro pleno. 


                    Pax et bonum,


                    D. MARCELO

                    Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                    cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                    Em 21 de novembro de 2017 22:18, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
                     

                    Majestade

                    Não será erro, mas um desejo que eu partilho. Seria interessante juntar RUPA às iniciativas da Liga, assim como outras cooperações de corpo inteiro. 
                    O que indico é que de jure não temos ainda nada, exceto a re-adesão à Liga. Precisamos e seria bom ter.
                    Seja como for, fica demonstrada a boa relação que temos com a Alemanha e Maurícia, e somos todas micronações amigas e irmãs, unidas pelo engrandecimento do micronacionalismo lusófono.

                    Aproveito para parabenizar as iniciativas de sua Majestade, com que a Reconciliação (perfeito nome para o palácio dos Negócios Estrangeiros) plenamente concordam e suportaram de corpo inteiro ao nível do executivo, e que aspiram a essa ligação desejada entre os povos lusófonos.

                    Vosso,

                    Jorge de Bragança e Feitos
                    Ministro do Reino, da Guerra e dos Negócios Estrangeiros

                    No dia 20 de novembro de 2017 às 18:34, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
                     

                    Senhor Ministro do Reino,

                    Diante desta pontuação cumpre-me considerá-la correcta e assentar que foi um erro de minha parte: mea maxima culpa.

                    Pax et bonum,


                    D. MARCELO

                    Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                    cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                    Em 18 de novembro de 2017 19:02, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                     

                    Majestade

                    Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso, nenhuma das duas micronações mencionadas como "aliadas" o são de jure, ou em algum momento o foram.
                    Ainda que a sua colaboração seja meritória e deva ser devidamente apreciada, Portugal e Algarves não tem qualquer aliança com a Alemanha ou Maurícia, pelo que devo respeitosamente insurgir-me contra a utilização do termo, por forma a melhor refletir o estatuto que temos perante eles, e elas perante nós.

                    O mais próximo a que chegámos, apenas com a Alemanha, foi a colaboração na OMU em 2005/2006, mas mesmo nessa altura não existiu qualquer aliança, mas apenas colaboração num formato multilateral.

                    Com os melhores cumprimentos,

                    Jorge de Bragança e Feitos
                    Ministro de Estado


                    No dia 15 de novembro de 2017 às 19:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                     



                    GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

                    Palácio Real de Santa Clara

                    Lisboa

                     

                    Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


                    Lisboa, 15 de novembro de 2016.


                    INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


                    Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

                    É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

                    Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

                    Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

                    Era o que tinha a despachar.
                     

                    Pax et bonum,


                    D. MARCELO

                    Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                    cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens






                  • Jorge Quinta-Nova
                    Depende, se a Liga continuar a defender, ainda que passivamente, a posição que os Açores foram anexados por Reunião, então por mim saímos da Liga. Essa
                    Mensagem 9 de 9 , 26 de nov de 2017
                      Depende, se a Liga continuar a defender, ainda que passivamente, a posição que os Açores foram anexados por Reunião, então por mim saímos da Liga. Essa foi a razão pela qual saímos originalmente. RUPA é o tipo de aliado que não esquece, apesar disso vir fácil a outras micronações.

                      Jorge

                      No dia 26 de novembro de 2017 às 03:26, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@...> escreveu:
                       

                      D. Jorge,


                      RUPA hoje oficialmente é membro-observador da Liga, particularmente sou veementemente contra nossa inscripção porém se for vontade do povo, isso é revisto para membro pleno. 


                      Pax et bonum,


                      D. MARCELO

                      Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                      cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                      Em 21 de novembro de 2017 22:18, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@ yahoogrupos.com.br> escreveu:
                       

                      Majestade

                      Não será erro, mas um desejo que eu partilho. Seria interessante juntar RUPA às iniciativas da Liga, assim como outras cooperações de corpo inteiro. 
                      O que indico é que de jure não temos ainda nada, exceto a re-adesão à Liga. Precisamos e seria bom ter.
                      Seja como for, fica demonstrada a boa relação que temos com a Alemanha e Maurícia, e somos todas micronações amigas e irmãs, unidas pelo engrandecimento do micronacionalismo lusófono.

                      Aproveito para parabenizar as iniciativas de sua Majestade, com que a Reconciliação (perfeito nome para o palácio dos Negócios Estrangeiros) plenamente concordam e suportaram de corpo inteiro ao nível do executivo, e que aspiram a essa ligação desejada entre os povos lusófonos.

                      Vosso,

                      Jorge de Bragança e Feitos
                      Ministro do Reino, da Guerra e dos Negócios Estrangeiros

                      No dia 20 de novembro de 2017 às 18:34, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                       

                      Senhor Ministro do Reino,

                      Diante desta pontuação cumpre-me considerá-la correcta e assentar que foi um erro de minha parte: mea maxima culpa.

                      Pax et bonum,


                      D. MARCELO

                      Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                      cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens



                      Em 18 de novembro de 2017 19:02, Jorge Quinta-Nova filipe5rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                       

                      Majestade

                      Não acompanhei de todo a questão, mas devo publicamente fazer aqui uma declaração. Com base no que sei e nos documentos a que tenho acesso, nenhuma das duas micronações mencionadas como "aliadas" o são de jure, ou em algum momento o foram.
                      Ainda que a sua colaboração seja meritória e deva ser devidamente apreciada, Portugal e Algarves não tem qualquer aliança com a Alemanha ou Maurícia, pelo que devo respeitosamente insurgir-me contra a utilização do termo, por forma a melhor refletir o estatuto que temos perante eles, e elas perante nós.

                      O mais próximo a que chegámos, apenas com a Alemanha, foi a colaboração na OMU em 2005/2006, mas mesmo nessa altura não existiu qualquer aliança, mas apenas colaboração num formato multilateral.

                      Com os melhores cumprimentos,

                      Jorge de Bragança e Feitos
                      Ministro de Estado


                      No dia 15 de novembro de 2017 às 19:44, 'S.M.R&I. D. Marcelo, El-Rei de Portugal ' piratininga.rex@... [expresso_lusitano] <expresso_lusitano@yahoogrupos .com.br> escreveu:
                       



                      GABINETE DE SUA MAJESTADE, EL-REI

                      Palácio Real de Santa Clara

                      Lisboa

                       

                      Nós, Marcelo, em nome da Santíssima e Indivisível Trindade, Rei de Portugal e Algarves e todas as suas possessões, soberano na Europa, África, América, Ásia, Senhor do Império Lusitano, etc., vem usar de seu poder concedido pela carta magna desta nação, união dos desejos mais primários  dos heróicos filhos desta pátria, especificamente, pelo presente, que em acordo com a tradição e os costumes, o Decreto-Real 01/2017 e do Comunicado à Nação de 23 de setembro 2017, que suspendeu a parte administrativa da Real Constituição Política Portuguesa a Legislação vigente:


                      Lisboa, 15 de novembro de 2016.


                      INFORME ÀS NAÇÕES ALIADAS


                      Informar à Comunidade Internacional que na presente data este Régio Gabinete recebeu a informação que o nominado projeto "Constantinopla" retrocedeu em seu projeto de ocupar a Espanha, território ora tutelado pelo Estado Português desde a sua anexação formal que ocorreu neste ano da graça de Nosso Senhor.

                      É oportuno também ressaltar o papel importante que as Nações Aliadas tiverem neste período, em especial às Províncias Unidas de Maurícia e ao Império Alemão.

                      Por tal motivo, pelo presente documento relaxo o Estado de Sítio ora decretado no Território da Espanha para Estado de Emergência até segunda ordem, cumprindo o presente documento como despacho e ofício ao Generalíssimo Mário da Espanha.

                      Informamos também que reabrimos formalmente os canais para o estabelecimento de relações formais entre o Império Português e o projeto Constantinopla.

                      Era o que tinha a despachar.
                       

                      Pax et bonum,


                      D. MARCELO

                      Pela Graça de Deus, Imperador Lusitano, Rei do Reino Unido de Portugal & Algarves, Rei do Brasil, da Espanha, Galiza e Marrocos, d'Aquém e d'Além-Mar em África, Senhor da Guiné e da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia, Duque de Marques Lisboa, Conde de Macau, Conde de Piratininga, Protetor de Vera Cruz, de Piratininga, etc.

                      cid:b1d87e9d-461c-4f30-982d-4ef03859c0ad                                           brasão_4ordens







                    Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.