Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

Re: [etnolinguistica] Tupinambis e o tiú

Expandir mensagens
  • Wolf Dietrich
    Caro Eduardo, acho que você tem razão. o Tupinambis , tão paralelo a Brasiliensibus , Lusitanis , etc., significa para os Tupinambá [o nome é]
    Mensagem 1 de 3 , 22 de fev de 2012
    Exibir fonte
    • 0 Anexo
      Caro Eduardo,

      acho que você tem razão. o "Tupinambis", tão paralelo a "Brasiliensibus",
      "Lusitanis", etc., significa 'para os Tupinambá [o nome é] TEIVGVACV'. É um
      dativo, por isso o significado não é 'em Tupinambá', mas 'para os Tupinambá',
      como 'para os brasileiros', 'para os portugueses'. Com certeza, Tupinambis
      não pode ser o nome do tiú em Tupinambá. Trata-se, evidentemente, de um
      equívoco de interpretação do texto latim.

      Abraços,

      Wolf


      Eduardo Ribeiro schrieb am 2012-02-21:
      > Prezados,

      > Aproveitando o conhecimento de Tupi Antigo (e de latim) dos colegas,
      > gostaria de tentar esclarecer uma dúvida que tenho desde que li o
      > "Historia naturalis Brasiliae"
      > (http://biblio.etnolinguistica.org/marcgrave-1648-historia). O nome
      > científico do tiú (que muita gente estudada chama de "teiú"),
      > Tupinambis (http://pt.wikipedia.org/wiki/Teju), não teria resultado
      > de
      > um equívoco de interpretação do texto latino? Uma confus entre
      > metalinguagem e a própria? Eu vejo que a palavra "Tupinambis" ocorre
      > várias vezes no texto, com o sentido de "em Tupinambá", também na
      > descrição de outras criaturas.

      > No caso desse lagartão saboroso, o texto
      > (http://www.wado.us/pic:tupinambis) diz:

      > "TEIVGVACV & Temapara Tupinambis: Lacertus egregius: corporis figura,
      > capitis, oculorum, oris, pedum, caudae, convenit cum Senembij in hoc
      > autem differt."

      > "Teiú-guaçú" significa, naturalmente, 'lagartão'. "Tupinambis", no
      > contexto acima, não é, claro, o nome do animal, sendo um termo
      > metalingüístico como "Brasiliensibus", "Lusitanis", "Belgis".

      > Obrigado, desde já, por qualquer informação.

      > Abraços,

      > Eduardo

      > --
      > Eduardo Rivail Ribeiro, lingüista
      > http://wado.us
    • Eduardo Ribeiro
      Caro Wolf, Muito obrigado pelos esclarecimentos.  Interessante, este equívoco. Como nunca estudei latim, desconfiava que esta fosse a explicação, mas quis
      Mensagem 2 de 3 , 23 de fev de 2012
      Exibir fonte
      • 0 Anexo
        Caro Wolf,

        Muito obrigado pelos esclarecimentos.  Interessante, este equívoco.
        Como nunca estudei latim, desconfiava que esta fosse a explicação, mas
        quis confirmar com quem entende; por isso é bom contar com os colegas
        da lista, sempre dispostos a compartilhar seus conhecimentos com
        outros. Se Lineu, que estudou latim desde menino, pôde cometer, num
        momento de distração, um deslize assim, até que o meu desconhecimento
        da morfologia flexional latina não é lá tão deplorável assim.

        Aos que se interessam pela 'Historia Naturalis Brasiliae', uma dica.
        Há agora, além da versão digitalizada pelo Missouri Botanical Garden,
        uma outra, digitalizada a partir do exemplar da Boston Public Library.
         Este último tem a vantagem de ter sido escaneado com OCR; pode-se,
        portanto, efetuar buscas no texto (outra dica: o 's longo', <ſ>, foi
        interpretado como <f>; portanto, para se procurar, por exemplo,
        brasiliensibus, digitem brafilienfibus). Dêem uma olhada:
        http://www.archive.org/details/historianaturali12piso

        Abraços,

        Eduardo


        2012/2/22 Wolf Dietrich <dietriw@...>
        >
        >
        >
        > Caro Eduardo,
        >
        > acho que você tem razão. o "Tupinambis", tão paralelo a "Brasiliensibus",
        > "Lusitanis", etc., significa 'para os Tupinambá [o nome é] TEIVGVACV'. É um
        > dativo, por isso o significado não é 'em Tupinambá', mas 'para os Tupinambá',
        > como 'para os brasileiros', 'para os portugueses'. Com certeza, Tupinambis
        > não pode ser o nome do tiú em Tupinambá. Trata-se, evidentemente, de um
        > equívoco de interpretação do texto latim.
        >
        > Abraços,
        >
        > Wolf
        >
        > Eduardo Ribeiro schrieb am 2012-02-21:
        >
        >
        > > Prezados,
        >
        > > Aproveitando o conhecimento de Tupi Antigo (e de latim) dos colegas,
        > > gostaria de tentar esclarecer uma dúvida que tenho desde que li o
        > > "Historia naturalis Brasiliae"
        > > (http://biblio.etnolinguistica.org/marcgrave-1648-historia). O nome
        > > científico do tiú (que muita gente estudada chama de "teiú"),
        > > Tupinambis (http://pt.wikipedia.org/wiki/Teju), não teria resultado
        > > de
        > > um equívoco de interpretação do texto latino? Uma confus entre
        >
        > > metalinguagem e a própria? Eu vejo que a palavra "Tupinambis" ocorre
        > > várias vezes no texto, com o sentido de "em Tupinambá", também na
        > > descrição de outras criaturas.
        >
        > > No caso desse lagartão saboroso, o texto
        > > (http://www.wado.us/pic:tupinambis) diz:
        >
        > > "TEIVGVACV & Temapara Tupinambis: Lacertus egregius: corporis figura,
        > > capitis, oculorum, oris, pedum, caudae, convenit cum Senembij in hoc
        > > autem differt."
        >
        > > "Teiú-guaçú" significa, naturalmente, 'lagartão'. "Tupinambis", no
        > > contexto acima, não é, claro, o nome do animal, sendo um termo
        > > metalingüístico como "Brasiliensibus", "Lusitanis", "Belgis".
        >
        > > Obrigado, desde já, por qualquer informação.
        >
        > > Abraços,
        >
        > > Eduardo
        >
        > > --
        > > Eduardo Rivail Ribeiro, lingüista
        > > http://wado.us
        >
        >




        --
        Eduardo Rivail Ribeiro, lingüista
        http://wado.us
      Sua mensagem foi enviada com êxito e será entregue aos destinatários em breve.