Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

8948E o futuro...a quem pertence???

Expandir mensagens
  • isdrug
    3 de mar de 2004
      Pessoal, frente aos acontecimentos e fatos divulgados nesta semana em
      nossas listas, fotologs, etc em minha opinião esta é uma semana de
      supra importância para a cena cultural belo horizontina. Abaixo
      demonstro o por que acho disso e proponho que pensamos no que o
      futuro nos aguarda.

      Abs


      Wally
      =================================================================
      Mal o ano começou e alguns projetos pipocam na cidade e fora dela.
      Muitos deles intermediados pela cultura eletrônica e novos meios de
      comunicação. De pockets shows a votação online. Esta semana, em
      especial, promete refletir na futura cena eletrônica local
      influenciando a nova geração que virá em breve.

      Em Belo horizonte a banda Hi-Fire apresentou o seu primeiro disco,
      Sofá, no Café com letras nesta última terça - feira. O show quando
      apresentado em dupla é composto pela vocalista Carla e
      instrumentista Elias. Uma mistura de loops sintéticos, samplers
      gravados e playbacks compõem músicas autorais e experimentais,
      próximo a um Live P.A.. A principal diferença entre o pocket show e
      um live P.A (dos que estamos acostumados) é a maior interatividade
      entre os componentes da banda, aproximando a música eletrônica da
      produção orgânica. O show pode também ser feito em quarteto contando
      com convidados especiais.

      Já em São Paulo, nesta sexta-feira no AmpGalaxy, estréia o pocket
      show do grupo 2Yummy. Formado por Bruna Tangari, a mineira Ana Raquel
      e Rafael Silvares o show irá promover intervençoes no meio da noite,
      algo bem eletrônico e sintétio, influência direta do eletroclash.
      Além de apresentarem um show dançante, divertido e absurdinho a
      produção do grupo não resume - se somente a música. Uma mistura de
      modelões, carões, looks coloridos e absurdos compõem de forma
      irreverente moda e comportamento. Vale a pena conferir.
      É bom também lembrar qua a idéia surgiu através da Internet,
      resumidamente do fenômeno fotolog.

      Ainda nesta semana, o lançamento da Premiere 2004, festa mineira que
      premia os principais envolvidos na música eletrônica local. Uma
      espécie de Noite Ilustrada as avessas, a Premiere baseia - se
      na "diversão e jogação" da noite mineira para promover os trabalho
      dos djs, designs, produtores e o público local. Serão 19 categorias:
      Melhor Flyer, Melhor Festa, Melhor Club, Melhor Bar/Café, Melhor
      Noite Fixa, Melhor Promoter, Pessoa Doçura, Pessoa Saudade, Pessoa
      Revelação, Pessoa Volume na Pista, Modelão Feminino, Modelão
      Masculino, Personalidade da Noite, Melhor dj de Trance, Melhor dj de
      Drum´n´bass, Melhor dj de Electro e Break Beats, Melhor dj de Techno,
      Melhor dj de House. Este ano a novidade é a inclusão de uma nova
      categoria: Veículo de Comunicação que mais apoiou a cena durante o
      ano.

      A faculdade Estácio de Sá em parceria com a Agência Filtro anunciaram
      esta semana o Curso para formação de djs em Minas Gerais. Um projeto
      único e inédito unindo um curso de djs a um insituição de ensino
      superior, visando uma melhoria na cena cultural local. Segundo
      informações divulgada pela Agência Filtro, "os alunos terão a sua
      disposição datashow, video, auditorio e todo o conforto além de
      equipamentos de ótima tecnologia. Terão uma vasta discoteca para
      pesquisa com os mais diferentes estilos musicais e acesso a
      informações que só os profissionais qualificados no ensino poderão
      repassar além de muitas dicas. Ao final do curso os alunos receberão
      o certificado da Faculdade Estacio de Sá e da Agência Filtro."


      E, como nem tudo é flores, ou melhor, jogação nesta semana a Motor
      Music encerrou de vez as suas atividades. Veja abaixo um trecho do
      email enviado por Fernanda Azevedo, ex-assessora de imprensa:

      "Foram seis anos. Seis anos vivendo, respirando e falando de música.
      Seis anos acreditando, batalhando e trabalhando muito para trazer
      bandas que quase ninguém, até então, tinha ouvido falar. Seis anos de
      muita luta e, ao mesmo tempo, muita diversão: fosse na loja, ouvindo
      os casos do Gustavo, fosse no Bolão, vendo o Jon Spencer pedir um
      autógrafo para o Señor Coconut.

      Aliás, diga-se de passagem, esse trabalho continua, através da
      Sacode, produtora do festival Eletronika e representante da Advanced
      Music (responsável pela organização do festival Sonar em Barcelona).
      Só que, além desses eventos, tanto o Jeff quanto o Boffa irão, a
      partir de agora seguir, seus próprios caminhos. Por isso, preferiram
      encerrar as atividades da Motor Music e partir para a carreira solo."

      http://www.fotolog.net/hifire/
      http://erikapalomino.uol.com.br/noite/noticias/index.php?
      cenasnoite_id=1546
      http://www.fotolog.net/2yummy
      http://www.rraurl.com/premiere
      http://www.bh.estacio.br
      http://www.motormusic.com.br