Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

11766Filme: It's all Gone Pete Tong

Expandir mensagens
  • Gustavo Brugnoli Ribeiro Cambraia
    22 de jul de 2005
      oi gente,

      Assisti ao filme It's All Gone Pete Tong essa semana e realmente acho
      que é algo imperdível para qualquer pessoa que gosta de música
      eletrônica. Conta a história do dj Frankie Wilde que ficou surdo e
      descobriu um jeito de produzir e tocar sem os ouvidos!!

      Além de ser engraçadíssimo, o filme tem uma história muito boa que te
      deixa para cima... realmente adorei..

      Olha a matéria no Rraurl

      *Resenha: "It´s all gone Pete Tong"*
      22.07.05

      Lançado no final de 2004 e atualmente em exibição em cinemas na Europa e
      nos Estados Unidos, a comédia "It´s all gone Pete Tong" não passou
      despercebida pela crítica especializada e faturou, além de bons
      comentários, prêmios como do Festival de Toronto (Canadá) e do Gen Arts
      Festival (EUA).

      Como antes noticiado aqui no rraurl, o filme narra a história de um DJ
      que perde a audição. A trama se passa na manjada Ilha de Ibiza, espécie
      de paraíso clubber dos anos 90, e alterna uma parte fictícia envolvendo
      o personagem principal do filme, Frankie Wilde; então considerado um dos
      melhores DJs do mundo; com momentos em que figuras como Carl Cox e
      Tiësto contracenam como eles mesmos. Frankie é interpretado pelo
      comediante inglês Paul Kaye, que numa atuação autêntica deixa
      transparecer de um modo bastante peculiar a vida de um DJ idolatrado. Na
      comédia, o Disc Jóquei vive alucinadamente entre apresentações em festas
      (em clubes, iates, e até mesmo na sua casa), entrevistas a rádios e
      programas de TV. Wilde não se demonstra preocupado com seu futuro ou com
      a própria música em si: abusa do álcool e da cocaína como em raros
      momentos se vê em filmes, e se revela uma negação nos estúdios de
      produção. Tudo é uma grande festa até o momento em que uma lesão
      irreversível em seus ouvidos faz com que ele fique completamente surdo.

      A partir de então, tudo se transforma na vida do DJ, que rapidamente é
      esquecido e abandonado por seus parceiros e até mesmo pela esposa. Após
      um período isolado e definhando na solidão, ele conhece Penélope, uma
      professora surda que o ensina a ler lábios. Lentamente o antes farrista
      Wilde começa a se reerguer, e a compreender não apenas a relação
      custo-benefício de seu arriscado estilo de vida, como até mesmo a música
      que toca. A parte final do filme não guarda maiores surpresas, mas em
      nenhum momento decepciona.

      Apesar do enredo do filme ser de certo modo previsível, dosa na medida
      certa momentos de um tragicômico drama com comédia. Não faltam cenas
      gravadas dentro de clubes e festas, e a trilha sonora é basicamente
      recheada de hits, como "Flashdance", emplacada recentemente pelos
      iranianos do Deep Dish. Para os habitués da cena eletrônica certamente o
      filme reserva uma dose extra de diversão, pois satiriza de modo fiel
      personagens típicos do mundo eletrônico, como o agente de Frankie, Max
      Haggar, comicamente estereotipado.

      Infelizmente por enquanto não há previsão de estréia do filme nas
      telonas brasileiras, mas certamente até o fim do ano as locadoras
      disponibilizarão o título em DVD ou VHS. "It´s all gone Pete Tong" vale
      a pena por ser uma sátira divertida sem se tornar ridícula, e oferece
      por cerca de uma hora e meia boas risadas, e porque não, reflexões.

      *João Anzolin <mailto:joaoanzolin@...>*
    • Mostrar todas as 2 mensagens neste tópico