Carregando ...
Desculpe, ocorreu um erro ao carregar o conteúdo.

10990Re: [bh-vibe] 10 a bafo

Expandir mensagens
  • daniel d
    11 de mar de 2005
      eu acho que a música eletrônica está se popularizando da maneira
      mais fácil : sem informação. hoje todo mundo sabe que eletronico é tumtistum,
      mas a maioria não sabe distinguir techno, house, db, whatever.
      e esse povo acaba só conhecendo os fatboys e as babas mesmo.

      e no caso especifico de bh a situação é pior, porque rola uma distinção bem
      definida entre o mainstream e o underground. os dois lados raramente se
      misturam ;
      o underground continua restrito aos mesmos (poucos) lugares e djs, assim
      como as festas maiores
      e que atingem um publico grande e mais leigo. talvez essa seja tambem uma das
      pontas do problema.

      d


      >Oi meu povo,
      >Fiquei um tempo fora da lista e agora estou voltando.
      >
      >Estava pensando com os meus knobs aqui e resolvi escrever um pouco.
      >
      >Segue abaixo texto com a minha opinião sobre alguns assuntos, feedbacks e
      >comentários
      >são muito bem vindos.
      >
      >Valeu,
      >
      >Forattini.
      >
      >O mercado cresceu mas a cena nem tanto.
      >
      >Hj em dia um Dj de techno ou de house, por exemplo, não vai ser apedrejado
      >se tocar
      >numa Boate onde o som habitual não seja esse. Em BH o mercado se abriu
      >para os djs de
      >música eletrônica (underground ou não), o público que gosta desse tipo de
      >música cresceu
      >e se diversificou.
      >Ok. Isso é bom, certo? Well...
      >
      >Eu penso que isso seria ótimo se o Underground estivesse crescendo tbm. Mais
      >informação sobre música, mais público que realmente quer se divertir e dar
      >valor para o
      >que o dj toca.
      >
      >Realmente, oooo profissãozinha braba essa nossa não? Ter um espírito
      >autoral, refletir o
      >seu espírito na música, respeitar a técnica e ainda agradar o público?
      >
      >E isso fica bem mais difícil quando em 90% das festas vc escuta alguém te
      >pedindo "toca
      >fatboy!". Por falar nisso, uma vez eu achei uma resposta ótima para uma
      >menina que ficou
      >a noite inteira gritando na frente da cabine "fatboy, fatboy, fatboy". Na
      >2235421 vez que
      >ela veio me pedir (e minha paciência de jó se esgotou) eu perguntei o nome
      >dela,
      >suponhamos que o nome seja Carla. Eu disse, Carla, vc tem namorado? Ela
      >respondeu que
      >sim. Eu continuei: Imagina se um dia ele chegar pra vc e falar assim:
      >"Carla, eu adoro
      >namorar com vc mas nao rola de vc ser igual a Mônica?".
      >Ela saiu da cabine e quando fui pegar um disco ela fez a mesa pular tanto
      >que a agulha
      >atravessou o disco inteiro e a música parou. Detalhe importante: Antes deu
      >começar a
      >tocar advinha qual era o Dvd que estava passando?
      >
      >O absurdo dessa história é ter que fazer esse tipo de comentário e chegar
      >num estado de
      >falta de paciência desses. Mas... Vamos continuar o email.
      >
      >Então o público cresceu mas será que o público gosta de música eletrônica
      >mesmo ou
      >gosta daquelas mesmas 10 músicas? Dj é jukebox?
      >
      >
      >Eu sei, eu sei, eu sei. O público é novo e comecou agora na era do DVD,
      >MP3, INTERNET.
      >Mas, então a resposta pra isso tudo é ter mais paciência?
      >
      >
      >O main stream é necessário? Cláro!
      >Eventos como o Tiesto no Marista Hall vão beneficiar a cidade? Sim!
      >Djs de música underground tocando em todos os clubes é bom? Sem dúvida que
      >sim!
      >
      >Entâo eu estou reclamando de que?
      >
      >Da falta de respeito, noção e educação de alguns.
      >Da falta de um clube EXCELENTE para noites de música eletrônica para um
      >público que
      >vive e ama a música.
      >Da falta de espaço para o experimentalismo
      >Da falta de apoio para projetos do underground.
      >
      >Abaixo à ditadura da bombação e tragam de volta a diversão!
      >
      >
      >Ps: Underground não é um buraco quente, com paredes pretas, som ruim e gente
      >esquisita. Underground é respeitar as diferenças, ter respeito, ser
      >criativo, divertido e
      >inteligente. (na minha opinião)
      >
      >
      >O email ficou enorme, sorry. Valeu quem teve a paciência de ler esse
      >desabafo.
      >
      >
      >
      >Forattini.
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >
      >Se você não quer mais assinar a lista, mande um e-mail em branco para:
      >bh-vibe-unsubscribe@yahoogroups.com
      >
      >
      >
      >
      >Yahoo! Grupos, um serviço oferecido por:
      >[]
      >
      ><http://br.rd.yahoo.com/SIG=12aj65jlr/M=264105.3931087.6562589.1588051/D=brclubs/S=2137113306:HM/EXP=1110556147/A=2361264/R=6/SIG=10v4acpp0/*http://br.shopping.yahoo.com/>
      >[]
      >
      >
      >
      >----------
      >Links do Yahoo! Grupos
      > * Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
      > *
      > <http://br.groups.yahoo.com/group/bh-vibe/>http://br.groups.yahoo.com/group/bh-vibe/
      >
      > *
      > * Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
      > *
      > <mailto:bh-vibe-unsubscribe@...?subject=Unsubscribe>bh-vibe-unsubscribe@...
      >
      > *
      > * O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos
      > <http://br.yahoo.com/info/utos.html>Termos do Serviço do Yahoo!.
    • Mostrar todas as 47 mensagens neste tópico